O Desprezo Que A Esquerda Tem Por Pessoas Pobres

Por Paulo Eneas
A esquerda sempre nutriu um profundo desprezo pelas pessoas pobres. Um esquerdista típico, que em geral é oriundo da alta elite burguesa ou do estamento burocrático, costuma ter ojeriza e aversão a pessoas pobres, a quem ele despreza e enxerga com prepotência e arrogância. Para a esquerda, pobres servem unicamente como objeto e alvo de seu discurso, para assegurar a chegada e a permanência no poder.

Uma vez estando no poder, é essencial para a esquerda que os pobres continuem na pobreza, ainda que mitigada e gerenciada por meio de políticas públicas que estabeleçam a dependência estatal permanente, e desta forma assegurem a continuidade do poder político da esquerda.

A direita conservadora tem o desafio de convencer a população mais pobre a romper com a cultura da crença no estado como solução para seus problemas, e convencer essa população de que estado não é a solução, mas parte do problema. E principalmente convencer essa população a não confiar nas forças políticas que se propõem a “cuidar dos pobres”, pois a pobreza não deve ser cuidada, mas sim eliminada pela redução do estado.

#CriticaNacional #TrueNews

 

2 comments

  1. Pura retórica embusteira para angariar a simpatia de incautos, pessoas sem discernimento e inocemtes úteis. Foi sempre assim.

Comentários