Jair Bolsonaro & Certas Correntes Liberais

043


por paulo eneas
Determinadas correntes liberais (não todos os liberais brasileiros, que fique claro) fariam um bem enorme ao país e à democracia e a eles mesmos se lançassem um nome para disputa presidencial. Seria uma oportunidade ímpar para apresentar à sociedade brasileira aquilo que pensam e que defendem, para além do escopo do debate estritamente econômico e de gestão do estado.

Gostaríamos de saber o que essas correntes pensam sobre aborto, drogas, imigração e política de fronteiras, ideologização nas escolas, assistência social, islamização do ocidente e ameaças terroristas, globalismo e estratégicas geopolíticas para o país. Gostaríamos de saber o que pensam sobre Donald Trump e  Israel e sobre as pretensões do suposto “povo palestino” de ter um estado, e como o Brasil deveria se posicionar quanto a isso.

Gostaríamos de saber o que essas correntes liberais pensam da ONU e de suas agências que pretendem regular comércio internacional e estabelecer e impor a todos os países normas uniformizadoras em diversas áreas da saúde, educação, segurança pública e meio ambiente e outras. Gostaríamos de saber o que essas correntes pensam sobre multiculturalismo e sobre estratégias sul-sul da diplomacia brasileira nas últimas décadas, bem como direito de defesa e propostas de desmilitarização das polícias.

Gostaríamos de saber o que essas correntes pensam sobre interesses estratégicos nacionais, bem como sobre o nacionalismo como instrumento para enfrentar o globalismo. Aliás, gostaríamos de saber se essas correntes acham que o globalismo precisa mesmo ser combatido. O que pensam sobre o período do governo Obama e sobre o Irã com armas nucleares, bem como sobre o multilateralismo como princípio a ser seguido nos acordos comerciais entre estados.

Para esses e outros inúmeros temas tão relevantes quanto, os conservadores e a direita costumam ter uma posição muito bem firmada, sempre com base na ética e na moralidade de base judaico-cristã que guiam a conduta conservadora, ou no mínimo um entendimento preliminar sobre os mesmo, também com base nesses princípios.

Entendemos que seria muito mais rico e proveitoso para o debate político se determinados setores liberais (não todos, enfatizamos mais uma vez) explicitassem suas posições sobre esses temas.

Mas em vez disso, o que observamos é que estes setores estão muito mais preocupados em atacar a principal liderança da direita conservadora no país, expressa na figura de Jair Bolsonaro. E fazem esse ataque ao mesmo tempo em que caem nos braços e no colo e na lábia do primeiro socialdemocrata bem falante e bom de marketing que aparece na cena política.

#CriticaNacional #TrueNews


 

10 comments

  1. Itens muito bem elencados, caro Paulo Eneas! Excelente!
    Aproveitando o gancho, veja aí, incrível, o que o canalha disse: http://www.oantagonista.com/posts/fhc-sobre-mp-e-pf-protagonismo-acima-do-limite.
    O PT protagonizou o maior escândalo de roubalheira, de corrupção, de desvios, de quebradeira de fundos, de ruína da Petrobras, de empréstimos do BNDES sem critério à ditaduras, enfim, do planeta, da História mundial, e vem essa ‘fera’ minar, diminuir, desprezar, tirar a excelente imagem do MP e PF, cujo trabalho hercúleo não está sendo fácil.
    Só mandando esse cara para o quinto dos infernos. Vá contratar outro ghostwriter, FHC!

  2. Excelente texto do já grande Paulo Enéas, por uma simples razão: excelentes indagações aos liberais!
    Enxergo reis despreparos do Jair Bolsonaro sobre determinadas questões intelectuais, acontece que ele tem intelectualidade superior a todos os políticos esquerdistas, e apresenta caráter íntegro com a mais alta e elevada moral (até que se prove o contrário). Isso é o diferencial para todos os políticos vigentes no Brasil atual.
    Sendo sincero, “em terra de cego que tem um olho é rei”. Isso é concebível tanto em questões de preparo, quanto de poder e pode-se colocar “bom caráter”. Nesse caso o Bolsonaro é o detentor de um olho só, e os demais são cegos, no sentido de não terem nada de bom para conduzirem um edifício qualquer (não servem nem para síndicos de prédios).
    Estou dizendo que mesmo admitindo fragilidades no Bolsonaro, ele é atualmente mais indicado na atualidade. Assim como o Trump, despreparado para a gestão pública, é o mais indicado neste momento para os EUA.
    Há sites liberais que eu seguia, mas quando extrapolaram falando mal do Bolsonaro, eu os abandonei.
    Aliás, os “alunos” do oportuno Olavo, já estão deixando a desejar a um certo tempo. Para começar, são papagaios, no sentido de se intrometerem em tudo, mas entenderem o mínimo possível do que falam.
    Estudemos! Analisemos! Protestemos! Nos organizemos!

    1. O senhor sabe que Olavo de Carvalho tem mais de três mil alunos e que nem todos eles têm perfil no Facebook? O senhor se baseia apenas no Facebook? Que comentário infeliz!

    2. Evelin Olívia Fróes, se você se atentar um pouco perceberá que não critiquei todos os alunos do Olavo, mas apenas alguns a ponto de eu colocar intencionalmente as aspas em alunos (“alunos”), isso porque estou sinalizando abertamente que não os admito como genuínos alunos do Olavo. Essa é a primeira questão que já respondi, agora responderei a outra questão. Os alunos que me refiro, são aqueles que apresentam a maior notoriedade entre todos os existentes. Esses conseguem isso, justamente pelas mídias sociais como Youtube, Facebook e Twitter. São para esses que minhas críticas são direcionadas. O mais impressionante é que o velho Olavo fala claramente sua visão sobre determinados assuntos e eles escutam e agem da maneira que o Olavo condena. Isso me leva a crer que eles sequer estão entendendo o Olavo. Aí essa galerinha ousa até dar estudos, ensinos, etc. Se fosse me estender nos pontos errados dessa galera, escreveria muito.

  3. Parece que novamente o povo brasileiro vai cai numa cilada armada pela praga que se chama FHC que sedento em fazer o PSDB voltar ao poder está armando essa dupla Dória e ACM Neto. Uma espécie de dupla mais nova quando FHC foi presidente(o vice era Marco Maciel). Mas é a elite PSDB-DEM que governou com FHC e agora planejam com Dória.O que espanta é a falta de caráter de Dória que assumiu um compromisso com o povo paulistano de governar a prefeitura até dez. de 2020 quando termina o mandato.Mais uma prova da falta de sinceridade de Dória.Acho que Bolsonaro, meu candidato deve desde já montar uma equipe para auxiliá-lo na elaboração do seu programa de governo, pois o que tenho visto de malhação em cima dele devido ao fato de ele não ter muita intimidade com a economia(o que é normal pois ele é militar e não economista). Acho que isso ia ajudar bastante a campanha dele. E ele deve se preparar que ano que vem o bombardeio principalmente da imprensa em cima dele vai ser intenso. Praticamente ele vai passar o que Trump passou, só que Trump é uma raposa felpuda e estava bem preparado.

  4. Sempre digo que na hora da batalha os liberais vão para a trincheira da esquerda, pois não podem negar sua natureza esquerdista e apoiar conservadores.

    Por sinal, segundo alguns textos que rolam por aí eles só gostam dos conservadores laicistas/ateus, enquanto os demais são “direita xucra”.

  5. Muito bom artigo, Prof. Paulo Enéas. Os liberais se satisfazem em só falarem sobre economia, pois se acham experts no assunto, e esquecem que um Presidente do Brasil tem que opinar e trabalhar por todos esses pontos que você citou. É comodidade e academicismo dos liberais, que ficam em sua bolha economicista e criticam o único candidato que a direita tem para se opor ao predomínio da esquerda, por anos, em todos os setores do país.

  6. Caro Paulo Eneas, a palavra Nacionalismo não contempla mais, como solução, todos os nossos problemas e nossos anseios.

    O verdadeiro ataque é contra nossa SOBERANIA em TODOS os sentidos da palavra. Estamos perdendo nossa SOBERANIA sobre nossas fronteiras, sobre nossa política, sobre nossos representantes, sobre nossas leis, sobre nossa cultura… estamos perdendo a SOBERANIA SOBRE NOSSAS VIDAS, ato contínuo, perdendo a SOBERANIA SOBRE O NOSSO DESTINO.

    Temos que ter uma postura e um discurso de SOBERANIA, temos que nos portar como SOBERANISTAS.

    Estão aniquilando nosso direito de EXISTIR e no caminho estão nos confundindo com diversos espantalhos para nos manter ocupados e afastados do objetivo real. Deixemos de lado os tecnicismos e academicismos, que são ótimos e perfeitos em ambientes civilizados, mas não são úteis para combater e atingir o objetivo real, pois estamos enxergando e atacando apenas os meios de ação do inimigo, exatamente como eles querem.

  7. Finalmente,um pouco de lucidez,em meio a loucura deste últimos dias do que falam do Bolsonaro.Após a bendita entrevista ao Gentili. São tantos absurdos,tantas cobranças ridículas destas pessoas que chega a desanimar. Para ser justo,os ataques vinham até de alunos do Olavo,formadores de opinião,que vinham com a desculpa de estar fazendo,apenas uma “análise”,quando foram confrontados.Mas o que se viu, foi eles descerem a lenha em nosso único candidato conservador do país.Liberais que antes apoiava e agora mete o pau eu até entendo,mas de conservador me desanima. Nunca pensei no Bolsonaro como salvador e que ele chegando ao poder o estamento estaria derrotado. Sempre enxerguei-o como uma forma de impedir que a esquerda,já estabelecida totalmente,não se blindasse mais ainda,agora que viram o surgir da direita. Bolsonaro,na minha opinião,é apenas um paliativo que vai ajudar a direita a se organizar. Só isso,no mais o trabalho é cultural e de cada um.

    1. Idolatria e fanatismo cabem em ditaduras totalitárias, não em regimes democráticos. Ainda não chegamos no totalitarismo, portanto temos todo o direito de tecer críticas ao Bolsonaro. Quem confunde críticas com ataques tem sérios problemas cognitivos. Muito ajuda quem não atrapalha.

Comentários