Ciro Gomes Defende Política Econômica de Dilma: Aumentos de Gastos & Protecionismo

046


por paulo eneas
Em reunião essa semana com empresários do IEDI (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial)I em São Paulo, Ciro Gomes saiu em defesa do modelo econômico implantado pela ex-presidente Dilma Rousseff e que consistia basicamente no protecionismo econômico, escolha a dedo das chamadas campeãs nacionais e expansão generalizada dos gastos públicos.

Esse modelo, que ficou conhecido como Nova Matriz Econômica, resultou no estouro das contas públicas, formação de carteis e monopólios em determinados setores, e fez com que um quarto da população brasileira se tornasse dependente de esmola do estado para sobreviver.

O saldo líquido desse modelo foi uma crise econômica sem precedentes na história do país, com anos consecutivos de queda do PIB acompanhada de desemprego e de desindustrialização. Esse modelo de desastre foi abandonado pelo novo governo, mas seu efeitos persistiram mesmo após o impeachment, e somente agora começam a ser timidamente mitigados.

Ciro Gomes representa o que é há de mais caricato na tradição patrimonialista da classe política e do estamento burocrático brasileiro: foi ministro do governo Lula no primeiro mandato, e sempre atuou como pitbull da esquerda nacional, por meio de sua retórica agressiva típica de “coronel” do nordeste.

O ex-ministro petista possivelmente pode se tornar o candidato das esquerdas nas próximas eleições. Sua candidatura representaria a proposta de retomar a política econômica e o projeto de governo que virtualmente destruíram o país nos anos do petismo, e que por muito pouco não nos levou em definitivo no rumo da venezuelização.

Com informações de Veja e Ceará News. Colaboração de Angélica Cá.
Foto: Sérgio Dutti/ Agência Estado. 
#CriticaNacional #TrueNews


 

4 comments

  1. Prezado C
    rítica Nacional,

    Veja, em O Antagonista, a que ponto chegou o atrevimento, a arrogãncia e a desfaçatez da bandalha pró-ORCRIM:

    Ciro Gomes: o vídeo em que ameaça atirar em Moro e “sua turma”

    Achamos o vídeo em que Ciro Gomes ameaça receber “a turma de Moro” à bala, se tiver sua prisão decretada. Assista, por favor.

    É o lado mais torpe e obscuro de uma crescente oposição às ações da PF, do MP e da Lava Jato, oposição esta que congrega políticos como Lula da Silva, Renan Calheiros e Edson Lobão, governantes como Michel Temer, juizes como Gilmar Mendes, blogueiros como Reinaldo de Azevedo e muitos outros personagens, sempre sob a alegação de que estão “defendendo a constitucionalidade”.

    A coisa está ficando feia. Acorda, Brasil!

  2. Olha só. Muitos setores da chamada “direita nacional” estão preocupados com um eventual encontro em debates para a disputa presidencial entre o vigarista cyro goma e o deputado Jair Bolsonaro. Apesar de ter convicção que o deputado Bolsonaro sair-se-ia vitorioso em um encontro para “troca de idéias”, eu acredito que mais urgente seria um “encontro” entre o prefeito Dória e o deputado Bolsonaro. O prefeito respeitaria o deputado em um debate, já que a grande mídia vem pregando na cabeça dos desavisados que o prefeito paulistano é um “candidato da direita”?

  3. O cara não se manca que está manjado e ultrapassado.
    Só um detalhe que até agora não vi grandes preocupações. Ao menos aqui.
    Se continuarmos nos utilizando dos meios eletrônicos para as eleições, no estado atual de guerra política, em que não querem largar o osso, vamos seguramente nos deparar com fraude. O risco é certo, ainda mais com a possibilidade líquida e certa da Lava Jato colocar o Lula e asseclas na cadeia.
    Vide também o que FHC vem falando, bem como aquela besta do Jobim. Este foi mais enfático em seus propósitos.
    Já há convocações para a oitiva do ‘Chefe’, no dia 03 de maio, ao Juiz Sérgio Moro.
    Venho há muito me reportando em todos os espaços de que a fraude em urnas eletrônicas é ilimitada. Meu filho trabalha na área e mesmo com o voto impresso é possível enganar, via ‘paralelismo eletrônico’. Você vota, recebe o recibo todo certo, mostrando o candidato em quem votou. mas por dentro do sistema o seu voto foi para outro. Isso, inclusive, já foi provado.
    O assunto morreu nas redes sociais. Estranho… .

Comentários