Aprofundamento da Ditadura Venezuelana: Reação Pífia do Governo Temer

054


por paulo eneas
Dizer que houve golpe de estado na Venezuela é redundância e desinformação. A Venezuela já vive um regime de ditadura desde os tempos de Hugo Chávez. Uma ditadura urdida e engendrada pelo Foro de São Paulo, financiada pelo narcotráfico e pelo então governo petista brasileiro. Uma ditadura que foi salva no início da década passada pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso.

O novo capítulo da consolidação dessa ditadura comunista socialista ocorreu essa semana através do ativismo judiciário levado às últimas consequências: a suprema corte do país controlada pelos narco-comunistas decidiu na prática fechar o parlamento, de maioria supostamente oposicionista e cujas decisões já vinham sendo ignoradas pelo ditador Nicolas Maduro e seu vice Tareck El Aissami, que tem ligações comprovadas com o terrorismo islâmico, conforme já mostrou os serviços de inteligência norte-americanos.

A reação oficial do governo brasileiro foi tímida e puramente protocolar: limitou-se a emitir uma nota expressando “preocupação” e fazendo um apelo a um suposto diálogo.

O povo venezuelano precisa muito mais do que declarações protocolares e apelo ao diálogo. Não há o quê nem com quem dialogar na Venezuela, pois o país vive sob uma ditadura que está literalmente matando seu povo de fome, que transformou o país num preposto ou protetorado cubano, que abriu as portas para entrada do terrorismo muçulmano no continente e que se constituiu em um dos pontos nevrálgicos do narcotráfico latino-americano.

Portanto, nos cabe exigir do presidente Michel Temer que determine uma ação mais enfática da diplomacia brasileira em relação à narco-ditadura comunista-socialista da Venezuela. O Brasil, por ter sido um dos responsáveis pela implantação desta ditadura durantes os governos tucano e petista, tem a obrigação moral de usar agora de seu peso geopolítico e econômico na região para exercer pressão, indo além das declarações formais, e ajudar os venezuelanos a pôr um fim ao regime socialista comunista que está dizimando seu país.

6 comments

  1. Claro que fazendo uma comparação imaginária e fantasiosa, mas nem tanto.
    Imaginem se fosse o contrário! Os esquerdistas daqui estariam em polvorosa, tendo ataques e chiliques.
    Agora, é tudo um torpor, uma preocupação omissa obsequiosa. Fingem que estão preocupados.
    Canalhas, hipócritas, mentirosos e enganadores, é o que são.

  2. O Brasil não fica atrás, amanhã o STF também vai legislar sobre aborto. Devagarzinho estamos virando uma Venezuela !!!

    1. Com certeza, rezam pela mesma cartilha. Causam caos para mais rapidamente avançar com os planos do Foro de São Paulo.

  3. Não dá para esperar nenhuma atitude enérgica de um governo cujo Ministro de Relações Exteriores foi filiado ao PCB, guarda-costas de Marighella, participante dos assaltos ao trem pagador da antiga Estrada de Ferro Santos-Jundiaí e ao carro-pagador da Massey-Ferguson.

Comentários