Atentado Terrorista Muçulmano na Avenida Paulista: A Narrativa Mentirosa da Imprensa

por paulo eneas
O Brasil foi ontem alvo primeiro atentado terrorista muçulmano da história do país.  Antes, o país já havia sido alvo de outros atos terroristas na década de sessenta, praticados pelo guerrilheiros comunistas daquela período. Os mesmos que, não por coincidência, estão hoje governando o país e ocupando espaços na imprensa distorcendo os fatos, como mostra essa chamada de um grande portal de notícias sobre o atentado de ontem:


103


A chamada do portal omite e mente uma série de fatos em apenas duas linhas, seguindo o mesmo padrão da grande imprensa:

a) O dono do restaurante é um muçulmano palestino, ligado a grupos e partidos de esquerda brasileiros.

b) Ele não foi levado à delegacia. Ele foi detido em flagrante sob suspeita de ter cometido ato de terrorismo.

c) Não houve tumulto durante a marcha contra Lei de Imigração: houve um atentado terrorista, em que um terrorista lançou uma bomba contra manifestantes que faziam uma marcha pacificamente.

d) O palestino não foi agredido. Ele é o principal suspeito do ato de agressão terrorista e foi preso pela polícia por conta disso, como mostra o vídeo abaixo. Não houve agressão por parte dos manifestantes contra ninguém: os manifestantes foram agredidos, primeiramente por meio de uma bomba, em seguida por socos e pontapés, inclusive contra mulheres, desferidos pelo grupo de terroristas formado pelos muçulmanos palestino e sírios.



#CriticaNacional #TrueNews


 

4 comments

  1. eu estava la na linha de frente da marcha, eu vi tudo o que aconteceu, precisamos entrar com um processo contra crime de informação por parte desses jornalecos comunistas que deturparam completamente o ocorrido!

Comentários