João Dória É o Candidato Presidencial Tucano

045


por paulo eneas
Já há algum tempo, que não é pouco, estamos afirmando que João Doria é o candidato tucano para as eleições presidenciais do ano que vem. A decisão sobre sua candidatura presidencial seguramente remonta ao período das prévias tucanas para as eleições municipais paulistanas ainda no ano passado. A vitória nas eleições municipais era líquida e certa em vista do desastre da gestão petista e ao forte sentimento antipetista na capital paulista.

As ações espetaculares de marketing que acompanham cada ato da administração do prefeito tucano desde o seu início corroboram nosso entendimento. Seria muita ingenuidade imaginar que tais ações visam somente aperfeiçoar a “gestão” ou que se destinam a combater pichadores de muros.

Em nosso entender, a especulação que já existe há meses na imprensa sobre se o prefeito paulistano será o candidato presidencial tucano constitui-se apenas em um jogo de cena. A única discussão relevante é saber o que impediria João Doria de ser o candidato presidencial tucano. Ao nosso ver, não há no horizonte político imediato nada que impeça os tucanos de levar adiante seu candidato já escolhido.

Nessa segunda-feira, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso executou mais um lance desse balão de ensaio pré-ensaiado da candidatura de João Doria à presidência pelo seu partido. Em entrevista à Folha de São Paulo, ao mencionar o nome do prefeito paulistano junto com o de um apresentador de televisão que não merece ser levado a sério, o ex-presidente continuou a colocar em evidência o nome do candidato de facto.

A menção a outro nome irrelevante serviu apenas para continuar com a tática de cortina de fumaça que os tucanos têm adotado, que é de ter um candidato sem dizer que tem. Uma tática aliás condizente com o próprio perfil do candidato, cuja estratégia de marketing consiste em apresentá-lo não como exatamente ele é, mas como é conveniente que seja visto e percebido pela população.

#CriticaNacional #TrueNews


 

6 comments

  1. Perfeita análise. O tucanato sabe que não tem nenhum nome possível para 2018. Essa candidatura do Dória vai cair como uma luva. Afinal , eles vão conseguir reconstruir a falsa oposição entre o PT e o PSDB. Ou seja, a clássica estratégia das tesouras.

  2. O professor Paulo Enéas já alertou para esse FATO que se materializará diante dos olhos de todos, MUITO EM BREVE. Se me permite, professor, farei outra previsão que acredito, também se realizará. Toda a chamada “grande e carcomida de comunismo mídia” vai “surfar” nas suas afirmativas (de que o sr. Dória É SIM candidato social-democrata à presidência).

  3. Quando o MBL começou a elogiar demais o Dória eu já fiquei desconfiado. Depois o Dória começou a tomar medidas para aparecer na mídia e passou a criticar a esquerda. Quando ele disse que nos EUA ele era Hillary Clinton minhas suspeitas se confirmaram. Ele é um socialista socialite. Finge ser de direita para conquistar o voto anti-PT que se tornou fortíssimo no Brasil depois que a Lava Jato mostrou e revelou as imundícies e o modo do PT governar para se eternizar no poder. Ninguém mais no Brasil aguenta mais o PT, então ele finge para conquistar essa legião de votos anti-PT. Ele é o golpe para o PSDB(a esquerda globalista não radical) voltar ao poder. O povo brasileiro precisa ficar atento e ligado para não cair nesse golpe e depois termos de aguentar mais 8 anos de PSDB no poder.

Comentários