por paulo eneas
A juíza da 12a Vara da Justiça Federal de Curitiba-PR, Dra. Carolina Lebbos, decidiu pela transferência do presidiário Lula para um presídio em São Paulo. A solicitação da transferência foi feita pela própria Polícia Federal, que alega interferência na rotina de trabalho na sede em Curitiba por conta da presença do chefe presidiário petista, que há mais de um ano ocupa uma das salas do prédio.

No despacho contendo sua decisão, a juíza afirma não haver mais razão para permanência do chefe criminoso petista nas dependências da sede da Polícia Federal na capital paranaense. As razões iniciais eram de segurança e de garantia de cumprimento da pena, o que levou Lula a ter um tratamento privilegiado em comparação a qualquer outro condenado pela justiça.

A juíza não especificou o presídio para onde Lula deverá ser enviado, uma vez que essa decisão cabe à autoridade policial e penitenciária do Estado de São Paulo. Mas enfatizou que o chefe petista não tem direito a prisão especial, uma vez que sua prisão não é de natureza processual, mas sim destinada a cumprimento de pena por sentença já julgada em grau de recurso.

Logo após a decisão da juíza, a Vara de Execuções Penais da Justiça de São Paulo decidiu que Lula ficará no presídio de Tremembé, no interior do Estado. A defesa do chefe criminoso petista apresentou recurso diretamente ao ministro Gilmar Mendes pedindo a soltura do condenado, insistindo pela enésima vez na tese da ilegalidade da prisão e a suspeição do então juiz Sérgio Moro.

Ao nosso ver, decisão da justiça de enviar Lula para um presídio comum para cumprir pena como um presidiário comum, é uma decisão acertada e justa. Lula vinha até então tendo um tratamento diferenciado e privilegiado que não é dispensado a nenhum outro condenado pela justiça.

Sua ida para o presídio serve para reforçar uma noção basilar da democracia: a de que ninguém está acima da lei, e que a lei aplica-se igualmente a todos, o que inclui comunistas corruptos, como é o caso do chefe petista.  #CriticaNacional #TrueNews #RealNews