por paulo eneas
A fake news da suposta demissão do Ministro Sérgio Moro afetou o comportamento da Bolsa de Valores e fez o dólar subir ainda mais na tarde desta quinta-feira (23/04).

A mentira plantada pela Folha de São Paulo, e repercutida pelo blog de clippings O Antagonista, foi uma clara operação de desinformação coordenada por veículos da grande imprensa e por agentes políticos da esquerda visando unicamente desestabilizar o Governo Bolsonaro.

A informação sobre a suposta troca de comando na Polícia Federal também precisa ser vista com reserva. Pois desde o ano passado circula a informação de que o diretor geral do órgão, Maurício Valeixo, teria intenção de sair do comando da Polícia Federal por vontade própria.

Portanto, uma eventual troca de comando pode refletir o atendimento a esta vontade do atual diretor, ainda que o Presidente Bolsonaro e seu ministro da Justiça, Sérgio Moro, possam trocar o comando da Polícia Federal quando assim julgarem necessário.

Observe-se também que a fake news sobre mudança na direção da Polícia Federal e suposta saída de Sérgio Moro foi plantada no mesmo momento em que começa a apertar o cerco das investigações federais sobre desvios de recursos públicos nas ações de combate ao vírus chinês.

O fato de a grande imprensa ter sido a protagonista dessa operação de fake news mostra que quem precisa ser exonerado pelo público é a própria grande imprensa, por conta do desserviço que presta ao país por meio da criação e divulgação de fake news.