por angelica ca
O Departamento de Justiça americano está investigando a atuação de agentes criminosos por trás das ações de vandalismo que eclodiram nos Estados Unidos, e analisando relatos de que pedras e tijolos foram deixados para atirar na polícia e outras autoridades policiais, enquanto as cidades lutam contra o aumento de violência.

Em todo o país, os policiais relataram ter encontrado enormes pilhas de pedras e tijolos pré-montados deixados com antecedência em locais de protesto. Além disso, foi relatado que muitas das pessoas envolvidas nos atos de vandalismo e violência não são conhecidas pelos moradores locais.

O comissário da polícia de Nova York, Dermot Shea, os chamou de saqueadores organizados, que, segundo ele, deixam de maneira estratégica pilhas ou baldes de detritos nas esquinas da cidade:

“Isso é o que nossos policiais enfrentam: saqueadores organizados, colocando estrategicamente esconderijos de tijolos e pedras em locais em Nova York”, escreveu o comissário da polícia de Nova York, Dermot Shea, em suas redes sociais quarta-feira (03/06).

Dermot F. Shea, afirmou que algumas garrafas de plástico que foram jogadas na polícia costumam ser cheias de cimento. Ele também descreveu vários incidentes de coquetéis molotov jogados em prédios com pessoas dentro.

“Não são apenas alguns manifestantes furiosos quebrando algumas janelas. Isso é crime organizado em um nível muito alto, e essas pessoas sabem exatamente o que estão fazendo. Parece óbvio que algum tipo de coordenação está ocorrendo, mas agora as autoridades federais enfrentam a difícil tarefa de tentar provar quem está por trás disso”, afirmou. Com informações de Fox News e Zero Hedge.


Crítica Nacional Notícias: