A Nova Lei de Migração será votada no Senado nessa terça-feira, dia 11/04. Como já havíamos afirmado nesse artigo anterior, a lei atenta contra a soberania nacional, coloca em risco a segurança do país em um contexto de agravamento da crise geopolítica internacional, especialmente no Oriente Médio, além de representar uma pressão e uma carga de demandas nas áreas de saúde, educação, segurança pública e previdência social que o país não tem condições de sustentar.

A lei também atenta contra a cidadania dos próprios brasileiros, que passarão a se tornar cidadãos de segunda classe em relação aos estrangeiros, no que diz respeito a determinados direitos civis e acesso a serviços públicos. O principal defensor dessa nova lei, que na prática torna o Brasil um país sem fronteiras, é o senador comunista tucano Aloysio Nunes, que tem usado seu cargo de chanceler para atacar os brasileiros que têm se manifestado contra o projeto, numa clara demonstração de intolerância e de traição aos interesses nacionais.

Esse projeto de lei, na forma em que se encontra, tem que ser barrado no Senado, pois a soberania nacional e a própria cidadania dos brasileiros estão em jogo. Para isso, o Movimento Liberal Acorda Brasil desenvolveu um recurso que permite a qualquer pessoa enviar automaticamente um email para todos os senadores, exigindo que estes rejeitem a nova lei.

Clique nesse link e acesse o recurso para enviar os emails.

A defesa do país, de nossa soberania e da segurança de nossas fronteiras, bem como a defesa da própria cidadania dos brasileiros, dependem da iniciativa das pessoas de bem, que devem pressionar os senadores para que essa estrovenga de projeto de lei seja rejeitado. Um projeto que foi elaborado para atender unicamente aos interesses globalistas, interesses estes que atentam contra os interesses nacionais.

#CriticaNacional #TrueNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário