por paulo eneas
O grupo Direita São Paulo organizou ontem na capital paulista uma Marcha Contra a Lei da Imigração. A manifestação ocorreu na Avenida Paulista e em seu momento de pico reuniu cerca de duzentas pessoas. A marcha ocorreu sem qualquer incidente. Até o momento, foi a manifestação que reuniu o maior número de pessoas. Anteriormente, outros ativistas haviam realizado ações em frente à residência do senador tucano comunista Aloysio Nunes, autor da lei, e em frente à residência paulistana do presidente Michel Temer, exigindo que ele vete a lei.

Na forma que se encontra, a nova lei de imigração atenta contra nossa soberania, extingue para todos os fins que interessam as nossas fronteiras, e joga na lata do lixo a cidadania dos brasileiros. A lei irá tornar o território nacional brasileiro o destino preferencial de guerrilheiros comunistas, traficantes, criminosos de todo tipo e invasores muçulmanos que, sob pretexto de estarem na condição de refugiados, poderão entrar livremente no país e dar prosseguimento à jihad civilizacional que já praticam no continente europeu.

A grande imprensa mente e engana seu público
A grande imprensa cumpriu o papel que dela se espera quando de se trata de atos políticos contrários à agenda da esquerda islâmico-globalista internacional: ignorou ou simplesmente mentiu para seu público. O portal R7 da Rede Record publicou uma matéria mentirosa e desonesta, descrevendo a marcha como tendo sida pautada por um suposto discurso de ódio.

Esse tipo de comportamento da grande imprensa não surpreende. Se a manifestação tivesse sido silenciosa com todos vestidos de branco em nome da paz mundial, a imprensa diria exatamente a mesma coisa. Esse exemplo concreto reforça o que já afirmamos há muito tempo a respeito das relações entre a direita conservadora e a imprensa no país: não cabe à direita conservadora pautar suas ações preocupada com as narrativas que a grande imprensa irá criar em torno delas.

A grande imprensa tem que ser ignorada e desprezada
A grande imprensa tem que ser ignorada e desprezada. Aquela parcela expressiva da população informada já faz isso, o que se reflete na queda de circulação de jornais e revistas e na queda de audiência de programas jornalísticos das redes de televisão, e o aumento vertiginoso da audiência dos veículos conservadores na internet, especialmente no youtube.

Resta ao conjunto da direita conservadora compreender que ela jamais deve pautar suas ações e seus discursos pelo filtro politicamente correto da grande imprensa. Se o exemplo da manifestação de ontem da Direita São Paulo não for suficiente, que se observe então o exemplo das eleições americanas do ano passado: se Donald Trump fosse pautar sua fala pelas preocupações a respeito do que a grande imprensa iria dizer, ele hoje estaria sentado na cadeia de chairman da Trump Tower, e não cadeira presidencial da Casa Branca.

O grupo Direita São Paulo pretende continuar convocando manifestações de rua contra  Lei de Imigração. A próxima manifestação está marcada para o dia 2 de Maio, também na Avenida Paulista. O Crítica Nacional irá divulgar essa manifestação ao longo da semana.


Movimento Direita São Paulo promove Marcha Contra a Lei da ImigraçãoDia 02/05 estaremos nas ruas novamente https://www.facebook.com/events/1899364096974486/

Publicado por Direita São Paulo em Terça-feira, 25 de abril de 2017


Publicado Originalmente em 26/04/2017 #CriticaNacional #TrueNews


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário