Diretor de Colégio Recua e Admite a Existência de Doutrinação nas Escolas

Durante debate no Auditório da Folha de São Paulo no ano passado a respeito do projeto de lei de Escola Sem Partido, o diretor de um importante colégio particular de elite da capital paulista negou enfaticamente a existência de qualquer tipo de doutrinação ideológica nas escolas. No entanto, algum tempo depois, durante uma audiência judicial, cuja filmagem foi disponibilizada ao público pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, esse mesmo diretor não apenas reconhece que esse problema de doutrinação existe, inclusive no ensino superior nas universidades públicas, como admite que critérios de natureza ideológica de viés marxista são empregados por professores na correção de provas e exames, como mostra o vídeo abaixo.



Publicado Originalmente em 15/05/2017. #CriticaNacional #TrueNews

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE