por paulo eneas
Determinados segmentos liberais e supostamente conservadores que optaram, de maneira explícita ou oblíqua e dissimulada, por endossar a candidatura posta da socialdemocracia para as eleições do ano que vem em detrimento da candidatura da direita, têm tido um comportamento nas redes sociais caracterizado pelo cinismo e afetação, que servem unicamente para desobrigá-los de expor de maneira intelectualmente honesta o porquê de suas escolhas.

O que temos observado é um comportamento que beira à puerilidade, como o uso recorrente da expressão direita burra para se referir ao campo da direita que não se deixou seduzir pelo marketing de gestão do pré-candidato socialdemocrata. Como se o uso recorrente e afetado de tal expressão conferisse uma blindagem de autoridade intelectual e política a quem o emprega, isentando-o de um debate político honesto e transparente.

Da mesma forma, a opção por fazer chacota do termo fabiano, termo que tem significado claro e preciso na história do movimento revolucionário, ao nosso ver também reflete a covardia intelectual de quem adota uma atitude blasé de ironia afetada, para outra vez esconder a incapacidade ou indisposição para um debate político adulto.

Por sua vez, o empenho e o esforço por parte desses segmentos em apontar supostas falhas e limitações do candidato da direita está no mesmo nível do silêncio ensurdecedor e da omissão desses mesmos setores ante às demonstrações explícitas da adesão à agenda da esquerda globalista por parte do candidato da socialdemocracia, como seu apoio ao desarmamento e o endosso institucional a campanhas pró-islâmicas na capital paulista.

Entendemos que seria muito mais honesto por parte desses segmentos deixar de lado a afetação e a empáfia, e decidissem ir para o debate adulto e sério a respeito das alternativas políticas para o país nas eleições do ano que vem. Para esse debate sério ante as alternativas colocadas, o editor Crítica Nacional se coloca a disposição para debater com quem quer que seja, e em qualquer lugar.

#CriticaNacional #TrueNews

APOIE O CRÍTICA NACIONAL CLICANDO AQUI PARA FAZER SUA ASSINATURA OU DOAÇÃO
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE