Novo Ministro da Cultura: Mais Ocupação de Espaço Pela Esquerda

A pressão e a chantagem da esquerda e da grande imprensa a seu serviço produzem resultados: o presidente Michel Temer indicou um nome ligado aos petistas e a Rodrigo Maia para o Ministério da Cultura. Temer iniciou seu governo extinguindo essa estrovenga de ministério. Mas diante da ausência de uma direita articulada e inteligente o bastante para analisar e compreender o significado desse gesto, e diante da pressão e lobby eficientes da esquerda muitíssimo bem organizada, ele cedeu e recriou o órgão, que agora ficará sob controle de um preposto petista. 

Um dos impasses político-institucionais que o país vive hoje é a ausência de uma direita política articulada capaz de exercer pressão e oposição à direita sobre um governo que não possui apoio algum em nenhum segmento organizado da sociedade. O máximo que a fragmentada direita brasileira consegue fazer é assistir passivamente ao desenrolar dos fatos políticos, isso quando não comete o erro estúpido de abraçar bandeiras que reforçam a própria estratégia da esquerda de retomada e controle pleno das instituições do poder político. O país precisa desesperadamente que a direita nacional se articule e aprenda a fazer política!

#CriticaNacional #TrueNews


APOIE O CRÍTICA NACIONAL
CLIQUE AQUI E FAÇA SUA ASSINATURA OU DOAÇÃO


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE