Revolta Militar na Venezuela: Mensagens dos Comandantes Rebelados

    Seguem os comunicados dos comandantes militares rebelados na Venezuela:

    Se chama Operação Davi, porque assim como Davi venceu Golias, venceremos este regime narcotraficante, em união cívico-militar. O objetivo foi atingido e se obtiveram as armas sem baixas notáveis. Povo venezuelano, amanhã é a grande tomada da Venezuela. Une-se! Não acreditem em notícias falsas do narco regime falando de paz ou falsa calma. Querem esfriar um vulcão, mas isto apenas está começando. Deus sempre a frente, com Ele tudo, sem Ele, nada. É uma guerra espiritual, civil e militar. Vamos obter a vitória.

    Oscar Perez, militar que pilotou o helicóptero que atacou o palácio da justiça em Caracas há cerca de um mês. Muitos veículos suspeitaram de false flag, exceto o Crítica Nacional que, com base na informações fornecidas por nossa colaboradora Emma Sarpentier, atestou  a autenticidade da ação.

    Informo que os objetivos foram alcançados satisfatoriamente. Em coalizão com companheiros de diferentes componentes das FAN. Subtraímos todo o estoque de armas do Forte Paracamay, assim como as armas do Quartel en Cojedes, Carora e Tachria. Não houve baixas de nossas forças, nem feridos ou capturados. Logramos tudo com êxito. Não controlaram nenhuma situação.

    Juan Caguaripano, um dos chefes militares da rebelião e que já havia se rebelado em 2014 e preso por conta da tentativa de rebelião naquele ano. Seguem abaixo os áudios com as declarações dos comandantes militares:

    Também recebemos a informação de que a Unidade Militar de Valência, a mais importante e poderosa do país, também encontra-se rebelada. Em seu twitter, Marina Corina Machado, líder de oposição não-socialdemocrata, afirmou  que cerca de vinte pessoas tomaram armas desse forte militar sem encontrar resistência.

    Com a colaboração de Camile Pacheco. #CriticaNacional #TrueNews


    APOIE O CRÍTICA NACIONAL
    CLIQUE AQUI E FAÇA SUA ASSINATURA OU DOAÇÃO

    Comente com seu perfil do facebook: