por paulo eneas
Já afirmamos em outros artigos aqui no Crítica Nacional que o PT tem que ser chamado por aquilo que ele é: um partido comunista; e que os petistas devem ser identificados por aquilo que são: comunistas. São os mesmos comunistas que ao longo da história da humanidade demonstraram seu desprezo e seu ódio à liberdade, à democracia e à própria vida humana. O PT e suas legendas aliadas representam a mesma ideologia comunista que promoveu e promove genocídios e fome em todos os lugares do mundo onde se instalou, sempre por meio da força ou por meio do engodo e da dissimulação.

Durante um determinado período, o caráter comunista do petismo foi dissimulado e ocultado pelo próprio partido, como estratégia para chegar ao poder no país por meio do engodo no início da década passada. Uma vez estando no poder, sua natureza comunista foi aos poucos se revelando nas políticas públicas adotados, na aceleração do aparelhamento ideológico das instituições de Estado e na política externa de apoio e financiamento a ditaduras e regimes comunistas em todo o mundo. Ainda assim, a ideologia comunista encarnada no petismo continuou em parte sendo dissimulada, em vista do papel que foi destinado ao país na estratégia do Foro de São Paulo, e que o petismo seguiu à risca.

Com a saída do petismo da chefia do executivo, o partido passou a explicitar cada vez mais seu caráter antidemocrático e comunista. Em mais de uma oportunidade, Lula admitiu que se voltar à presidência (hipótese que consideramos improvável, exceto por fraude eleitoral) ele irá perseguir opositores e impor censura e restrições à liberdade de expressão. Durante Reunião do Foro de São Paulo realizada no mês passado na Nicarágua entre os partidos comunistas e grupos de guerrilha de toda a América Latina, a presidente do PT foi enfática na defesa da ditadura narco-comunista da Venezuela.

Esta semana, durante evento no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em São Paulo, Lula mais uma vez saiu em defesa do narco-ditador comunista Nicolás Maduro. Ao comentar a declaração de Donald Trump que afirmou considerar a opção de uma solução militar para a Venezuela, Lula disse que o país vizinho não pode sofrer uma intervenção militar norte-americana. O líder petistas evidentemente não mencionou o fato de que a Venezuela já sofre uma intervenção estrangeira em suas instituições, inclusive em suas forças armadas, por parte de cubanos e também chineses e russos, além de integrantes do grupo terrorista islâmico Hezbollah. Invasão essa que faz parte da estratégia dos comunistas latino-americanos para tomar o poder no continente.

Afirmações como esta feita por Lula servem para reforçar em definitivo o entendimento que as pessoas de bem devem ter a respeito do que significa o PT e seus aliados: o petismo representa a continuação da tradição da ideologia comunista-socialista, que ao longo de mais de um século trouxe miséria, fome e genocídio em diversas partes do mundo. Entender a natureza comunista do PT e de seus aliados é uma obrigação de toda pessoa de bem, para impedir que tragédias humanitárias como a ocorre hoje na Venezuela possam algum dia se consolidar no país.

Nota
No artigo abaixo, publicado no início desse mês, apresentamos mais alguns elementos e dados que evidenciam a natureza comunista do petismo:

A Natureza Comunista do PT: Partido Declara Apoio à Ditadura Venezuelana

 

#CriticaNacional #TrueNews


APOIE O CRÍTICA NACIONAL
CLIQUE AQUI E FAÇA SUA ASSINATURA OU DOAÇÃO

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE