por paulo eneas
A força de Jair Messias Bolsonaro reside principalmente na adesão espontânea e crescente que ele recebe por parte de milhares e milhares de brasileiros, seja nas redes sociais ou nas ruas. É essa adesão massiva e espontânea que possivelmente irá fazer de sua campanha A Maior Mobilização Conservadora Da História Do País, como já retratamos em artigo anterior.

É evidente que dentro desse contingente enorme de brasileiros do bem que estão sinceramente empenhados em ajudar Jair Bolsonaro nas ruas ou nas redes sociais em busca de um futuro melhor para o país, existem aqueles que eventualmente podem cometer alguns erros e excessos. Mas esses erros e excessos devem ser debitados unicamente à falta de experiência política. Afinal, para grande parte desses apoiadores, não havia razão alguma para um engajamento político anterior, até o surgimento do fenômeno Bolsonaro.

Isso posto, entendemos que cabe aos chamados formadores de opinião que supostamente estão no campo da direita fazer muito mais do que apenas apontar o dedo acusador para eventuais erros de alguns apoiadores de Jair Bolsonaro, ou lançar mão de pastiches por meio de termos depreciativos como bolsomínions ou habitantes da niobiosfera, em uma atitude generalizadora, arrogante e blasé, que em nada os distingue da empáfia dos pseudointelectuais de esquerda.

O que cabe aos formadores de opinião do campo da direita é ajudar na orientação política desse contingente de apoiadores de Jair Bolsonaro, usando até mesmo de uma pedagogia quando necessário. Pois é preciso entender que o fortalecimento da nome de Jair Bolsonaro, por meio da adesão espontânea e massiva de milhares de apoiadores, ocorre no escopo do renascimento da direita conservadora brasileira, após décadas de ausência da cena política nacional.

Esse renascimento não ocorre sem erros e tropeços, que não podem ser ignorados, mas de modo algum superdimensionados. Superdimensionar ou potencializar os erros de alguns apoiadores de Jair Bolsonaro significa na prática ignorar ou não perceber a real dimensão daquilo que realmente importa: o fato de a direita conservadora brasileira estar renascendo e se consolidando. E é este renascimento, que é o fato político mais importante da história recente do país, que pode e deve e merece ser colocado na sua devida relevância.

#CriticaNacional #TrueNews

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE