Sucessão Presidencial: O Cinismo & A Mentira Do Blog O Antagonista

O cinismo e a mentira, aliados ao desprezo pela inteligência média de seus leitores, estão fazendo do blog O Antagonista o veículo mais caricato e desacreditado e desacreditável da grande imprensa em sua versão escrita. Ao reproduzir matéria da Folha de São Paulo analisando o cenário político, o blog usa os mesmos métodos da imprensa stalinista do antigo regime soviético, e omite o nome de Jair Bolsonaro, referindo-se a ele como o outro.

E o blog prossegue repetindo a mentira de que os nomes que estão sendo apresentados como postulantes, sejam os de políticos tradicionais como o socialdemocrata João Doria, ou criações artificiais de puro marketing político rasteiro como o do apresentador de programas da Rede Globo, estariam imbuindo-se da tarefa de derrotar Lula. O irrealismo dessa pseudo-análise típica de jornalismo marrom praticado pelo blog das sacripantas somente não é maior do que o cinismo com que ela é apresentada aos leitores.

O Antagonista omite aquele que é o dado mais concreto do cenário político do momento: a classe política e toda as forças políticas de esquerda, e parcela expressiva da elite, estão de fato empenhadas em achar um nome, mas não para derrotar Lula, que já é um cachorro morto. Estão empenhados em achar um nome para fazer frente ao único político com credibilidade junto à imensa maioria da população: Jair Bolsonaro, a quem o blog chama de o outro, e que é o favorito para a disputa presidencial.

Ao ocultar esse fato e sonegar essa informação a seus leitores, e em vez disso apresentar uma pseudo-análise política enviesada e descolada da realidade (descolada ao ponto de omitir deliberadamente o nome do único político respeitado pela população por sua trajetória e sua honestidade), O Antagonista apenas confirma ser aquilo já afirmamos faz tempo: mais um veículo da grande imprensa sem compromisso algum com a verdade e que distingue-se dos demais apenas pelo elevado grau de cinismo e leviandade com que praticam seu pseudo-jornalismo.

#CriticaNacional #TrueNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE