A Pedofilia de Caetano & A Estupidez De O Antagonista

Em uma nota inacreditável publicada nesse sábado, o blog O Antagonista fez o seguinte comentário a respeito do cantor Caetano Veloso:

Caetano Veloso tirou a virgindade de Paula Lavigne quando ela contava 13 anos e ele, 40. Na época, não era crime previsto em lei ter relações sexuais com menores de 14 anos — e, convenhamos, Paula Lavigne sempre foi adulta.

A nota chega a ser espantosa pela quantidade de desinformação em tão poucas linhas. Em primeiro lugar, a mentira de que Caetano não cometeu crime quando manteve relações com uma menina de treze anos. Na época do ocorrido, segundo relato feito pela então vítima do crime (e que hoje é sua esposa) à revista Playboy, estava em vigor o Código Penal de 1940 que em seu Artigo 224 tipificava o ato de manter relações sexuais com menores de 14 anos como estupro presumido de incapaz.

Portanto, Caetano cometeu um crime à época, e somente não sofreu consequências por fazer parte da elite comunista que exercia a hegemonia no meio artístico-cultural do país, elite essa devidamente protegida e blindada pelo establishment político. Hoje Caetano não pode ser processado por esse crime pois ele prescreveu. Apesar de as alterações feitas na legislação a partir de 2009 terem tornado tal crime imprescritível, a Constituição impede que uma mudança na lei possa retroagir para punir um criminoso.

Por fim, a afirmação de que a vítima sempre fora adulta não merece qualquer consideração séria, e reflete apenas a leviandade com que O Antagonista pratica seu jornalismo marrom de tons vermelhos. Alguns poucos leitores saíram em defesa do blog afirmando que a nota era uma ironia. Em primeiro lugar, jornalismo não é lugar para fazer ironia, a não ser que seja muito bem circunstanciada e feita com maestria e habilidade no manejo de um texto, características que o autor da nota não possui.

Em segundo lugar, pretender usar de ironia em um tema tão sério como o crime de pedofilia, e acusar os leitores de analfabetismo funcional por supostamente não entenderem tal pseudo-ironia, não deixa de ser uma forma de continuar blindando e protegendo essa mesma elite hegemonista artístico-cultural comunista que sempre foi livre para praticar crimes sem nunca ser incomodada por isso. A nota pseudo-irônica do blog apenas demonstra mais uma vez a falta de seriedade com que O Antagonista pratica seu jornalismo de playground.

#CriticaNacional #TrueNews

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE