por paulo eneas
Os poloneses realizaram no último sábado as celebrações de Dia Nacional da Independência do país. Dezenas de milhares de pessoas realizaram uma manifestação em Varsóvia expressando o repúdio que a quase totalidade da população polonesa tem em relação ao nazismo e o comunismo. No século passado os poloneses sofreram na pele tanto o horror do comunismo quanto o horror de seu rebento bastardo, o nazismo.

Por conta dessa tragédia histórica, a Polônia é hoje, ao lado da Hungria, o país que mais opõe-se às políticas anti-nacionais e pró-islâmicas da esquerda globalista europeia que, a rigor, é a herdeira do mesmo movimento revolucionário que estava na origem do comunismo e nazismo. Poloneses são essencialmente anti-comunistas, anti-nazistas, cristãos e patriotas defensores de seu país. Ou seja, eles são tudo o que a esquerda globalista internacional, que domina toda a grande imprensa ocidental, abomina e despreza.

Esse desprezo dos globalistas pelos povos que, assim como os poloneses, lutam para manter sua soberania e sua independência e para preservar sua identidade e sua cultura, ficou expresso na narrativa mentirosa que toda a grande imprensa internacional fez a respeito das manifestações pelo Dia da Independência da Polônia. A imprensa inteira descreveu a manifestação como sendo um ato nazista de uma suposta extrema-direita xenófoba.

Acusar de nazista um povo que sofreu os horrores do nazismo, que viu seu território ser invadido pelos nazistas que nele instalaram campos de concentração, é de um cinismo sem medida. A grande imprensa brasileira, que não passa de uma vira-lata repetidora dos latidos da grande imprensa internacional, reproduziu a mesma narrativa mentirosa: o jornalista Guga Chacra da Globo News usou sua conto no twitter para acusar dezenas de milhares de poloneses que participaram da manifestação de serem nazistas.

A acusação leviana e mentirosa e sem escrúpulos que o jornalista fez em sua conta do twitter baseou-se em uma matéria igualmente leviana e mentirosa do jornal inglês esquerdista The Guardian, o que confirma nossa afirmação anterior de que o jornalismo brasileiro não passa de uma cadela vira-lata repetidora dos latidos da imprensa globalista internacional. A mentira de Guga Chacra teve implicações diplomáticas. A Cônsul da Polônia em São Paulo, Katarzyna Braiter, contestou com veemência as afirmações de Guga Chacra e este limitou-se a bloqueá-la em sua conta no twitter.

A mentira cínica de Guga Chacra repercutiu na Polônia, entre os brasileiros que vivem naquele país. Um desses brasileiros fez um vídeo curto desmascarando o jornalista da Globo Fake News, chamando- de moleque e covarde. No vídeo, o brasileiro desafia o jornalista mentiroso e covarde a ir até a Polônia e dizer na cara dos poloneses que eles são nazistas. O vídeo pode ser visto abaixo. #CriticaNacional #TrueNews

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Esse (jornalista???????????) Guga Chacra,é uma bichona recalcada com espaço da na marxista Globo, Basta ver seu focinho sempre com uma franja á bichona cagando sentenças.na telewvisão prenhas de demagogi.
    Então quando fala deTrump é o fim da falta de respeito dessa bicha, que se esqueçe onde vii.

COMENTÁRIO: