Vitória de Donald Trump: Aprovada Medida de Restrição de Entrada de Suspeitos de Terrorismo Islâmico

Uma vitória extraordinária de Donald Trump: após conseguir na semana passada a aprovação de uma reforma tributária que promoveu a maior redução de impostos para pessoas e empresas desde o tempo de Ronald Reagan, o presidente americano obteve outra vitória, dessa vez na suprema corte do país. A instância máxima da justiça americana validou a decisão adotada por Donald Trump que impõe restrições à entrada nos Estados Unidos de pessoas originárias de países que comprovadamente patrocinam o terrorismo islâmico no ocidente. 

As novas regras de imigração impõem restrição de entrada de pessoas originárias de sete países, sendo seis deles de maioria muçulmana: Chade, Irã, Líbia, Somália, Síria e Iêmen. As medidas são restritivas o bastante para impedir a entrada inclusive de cidadãos desse países que já tenham algum tipo de relacionamento pessoal com cidadãos americanos. 

Adotada em janeiro desse ano, a medida vinha sendo derrubada em algumas instâncias inferiores da justiça, além de sofrer duras críticas da elite comunista norte-americana presente na grande imprensa e no meio acadêmico. 

A vitória obtida por Donald Trump na suprema corte de justiça é uma vitória da maioria do povo americano, que apoia essa medida, pois ela visa fundamentalmente dar mais segurança à população contra atos de terrorismo muçulmanos que até então entravam livremente no país com a finalidade de praticar o terror jihadista.

Ao adotar a medida logo no início de seu mandato, o presidente americano cumpria uma de suas promessas de campanha. A decisão tomada nessa segunda-feira pela suprema corte do país representou um duro golpe para os globalistas comunistas e seus aliados muçulmanos, que há anos fomentam e estimulam a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, da mesma forma que o fazem na Europa.

Com a colaboração de Angelica Ca e informações de Breitbart. #CriticaNacional #TrueNews

COMPARTILHAR

COMENTÁRIO: