Ministério Público Pede Condenação por Homicídio de Cunhado de Ana Hickmann

O Ministério Público irá pedir a condenação por crime de homicídio de Gustavo Correia,  cunhado de Ana Hickmann, pela morte de Rodrigo de Pádua. O promotor Francisco Santiago irá propor a pena de seis a vinte anos de prisão a Gustavo, por ele ter exercido seu legítimo direito de defesa quando Rodrigo de Pádua invadiu o local em que encontravam-se Ana Hickmann e Giovana Oliveira, esposa de Gustavo, ameaçando ambas as mulheres de morte. Gustavo reagiu, tomou a arma do invasor e entrou em luta corporal com ele, que acabou morrendo.  

O caso teve ampla repercussão nacional e nós do Crítica Nacional já havíamos antecipado seu possível desfecho: a possibilidade de criminalização do legítimo direito de defesa pelo Ministério Público por conta de interpretação ideologicamente motivada por parte do promotor. O fato evidencia que não basta apenas reafirmar o princípio da legítima defesa, e o direito a posse legal de armas. É necessário estabelecer o excludente de ilicitude no exercício desse direito por parte dos cidadãos.

O fato mostra também que é necessário rever o papel, as atribuições e prerrogativas do Ministério Público, pois fica cada vez mais evidenciado que, sob pretexto de fiscalizar o cumprimento da lei, essa entidade que representa o quarto poder da república, inatacável sob todos os aspectos, atua sempre no sentido de interpretar a lei de acordo com o viés ideológico de seus integrantes, em sua maioria alinhados com a esquerda. #CriticaNacional #TrueNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE