Viaduto Marisa Letícia: João Doria & MBL Resolvem Fazer Jogo De Cena

Há um visível jogo de cena envolvendo o nome do novo viaduto da capital paulista. A imprensa noticia desde ontem que o prefeito João Doria irá cancelar a homenagem, sem deixar claro o que significa esse cancelamento. Deixar de ir a uma cerimônia formal de inauguração não muda o fato objetivo que a grande imprensa protetora do tucano está omitindo do público: o legislativo municipal, cuja maioria é governista, aprovou lei dando o nome da falecida esposa do líder petista condenado pela justiça a um novo logradouro público.

O prefeito João Doria recusou-se a exercer seu poder legal de veto para barrar a decisão da Câmara Municipal, e não o fez por não ter culhões para isso e por conta de seus compromissos com o petismo, como mostramos no artigo Viaduto Dona Marisa: O Socialista Fabiano João Doria Não Quer Desagradar Aos Petistas. No entanto, após a imensa repercussão negativa, o alcaide fabiano procura minimizar danos e tentar capitalizar politicamente em cima de um fato cuja responsabilidade é exclusivamente dele, uma vez que recusou-se a usar seu poder legal de veto quando poderia fazê-lo.

O prefeito acionou um dos vereadores de sua base e integrante do MBL, que afirmou que irá apresentar projeto cancelando a homenagem. Mas tudo não passa de um jogo de cena para enganar a população, um jogo que reproduz as piores práticas da velha política, na qual o MBL vem esmerando-se faz tempo. Cabe ao grupo agora explicar ao seu público porque não exigiu do prefeito tucano, a quem eles apoiam e que lhes garante alguns cargos na administração municipal, o porquê de não ter vetado a decisão do legislativo. #CriticaNacional #TrueNews.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE