Barbárie Sem Fim: Muçulmano Tenta Violentar Parturiente em Roma

Um muçulmano de origem somali tentou essa semana violentar uma mulher que encontrava-se em trabalho de parto no Hospital Sant’Eugenio, em Roma. Ali Abdella, de trinta e oito anos, foi acusado de violência sexual e tentativa de estupro e roubo, informa o jornal romano Il Libero QuotidiannoSegundo o jornal italiano, citando também o jornal La Stampa, o muçulmano roubou um uniforme de funcionário e entrou nas dependências do hospital, dirigindo-se ao quarto onde estava sua vítima, uma mulher de quarenta e três anos em trabalho de parto. 

Diante da tentativa de agressão, a mulher começou a gritar e os seguranças do hospital acionaram a polícia. O jornal também informa que o muçulmano estuprador Ali Abdella vive na Itália há cinco anos e possui um histórico de crimes. Ele havia sido detido pela polícia de Epozione na véspera do ano novo e irá a audiência judicial na semana que vem.

A escória de muçulmanos que tem invadido os países europeus nos últimos anos é a principal responsável, entre outros, pelo aumento no número de crimes de agressão sexual registrados no velho mundo. Essa escória muçulmana consegue ingressar facilmente em solo europeu porque outra escória, formada por globalistas e seus aliados de todas as forças políticas de esquerda do continente, decidiram abrir as portas da Europa para essa invasão, com o objetivo de dizimar a civilização ocidental.

Com informações de Jihad Watch e Daily Caller. #CriticaNacional #TrueNews


 

Comente com seu perfil do facebook: