O Ministro da Defesa Raul Jungmann & A Posse de Armas

O Ministro da Defesa do Governo Michel Temer, o comunista e desarmamentista Raul Jungmann, afirmou em entrevista hoje que arma não significa mais segurança ou mais paz, e reafirmou sua posição de que o estado deve controlar e regular ao máximo o acesso a armas. A frase do ministro expressa o cinismo típico dos comunistas, que falam em democracia e liberdade para implementar ditaduras, como ocorreu na Venezuela.

Uma arma pode ou não significar mais segurança ou mais paz, dependendo de quem a empunha. O Rio de Janeiro sucumbiu à criminalidade não por causa das armas em si, mas porque a população de bem foi proibida por lei de armar-se para se defender, pois as políticas de desarmamento como as que o ministro comunista defende servem apenas para dar aos criminosos a garantia e a segurança de que suas vítimas em potencial estarão desarmadas e impedidas de se defenderem.

Raul Jungmann e o outro comunista do governo, Aloysio Nunes, representam o que há de pior na gestão de Michel Temer. Por essa razão, tudo o que realisticamente esperamos do atual presidente é que conduza o governo da maneira menos ruim possível nos próximos dez meses. E que no dia primeiro de janeiro do ano vem o atual chefe de governo entregue a presidência a um homem efetivamente comprometido com a defesa da vida e da propriedade dos brasileiros, bem como com a soberania nacional. Compromissos esses que os comunistas Raul Jungmann e Aloysio Nunes já demonstraram jamais terem tido. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE