A Encenação da Missa Que Não Existiu & A Conivência do Clero Corrompido

Não houve Missa no sábado pela manhã em São Bernardo-SP. O evento ocorrido sobre um carro de som em frente ao sindicato em que o criminoso e agora presidiário petista encontrava-se evadido não teve celebração eucarística e não teve comunhão, assim como não houve ofertório e nem sermão. Segundo consultas que fizemos, o evento não seguiu nenhum rito canônico, seja o tridentino ou o rito moderno.

No entanto, o ato político em forma de Missa destinado a defender um criminoso contou com a presença de um clérigo, Dom Angélico Sândalo Bernardino, que esteve o tempo todo em um palco que ostentava faixas com diversos dizeres, sendo um deles a defesa do assassinato de fetos. 

O website católico Fratres In Unum publicou o artigo denunciando a conivência do clero corrompido com esse showmício pretensamente em forma de Missa. O artigo pode ser lido nesse link aqui. Por sua vez, o coordenador do Movimento Legislação e Vida, Prof. Hermes Rodrigues Nery elaborou uma petição denunciando o fato. A petição pode ser acessada nesse link aqui e será encaminhada à Nunciatura Apostólica do Brasil. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook: