Petrobras: Mais de Quarenta Por Cento de Perda de Valor de Mercado

A Petrobrás perdeu mais de 40% de seu valor de mercado desde o início da greve e do locaute no setor de transporte de cargas. Essa perda tende a acentuar-se com a saída de Pedro Parente e a possível entrega da diretoria da estatal para a base governista do Congresso, o que faria o status-quo de gestão da companhia voltar ao mesmo padrão da era petista.

Em nosso entender, não faz sentido falar em privatização da estatal, privatização essa que nós do Crítica Nacional defendemos, e ao mesmo tempo endossar iniciativas políticas como esse recente movimento grevista-revolucionária que resultam na deterioração do valor da companhia, o que transformaria uma privatização numa entrega pura e simples de patrimônio público a um preço muito abaixo de seu real valor, tal como ocorreu com as privatizações feitas pelo tucano Fernando Henrique Cardoso.

Além dos prejuízos bilionários para a economia nacional, o movimento revolucionário dos últimos dias conseguiu fazer com que a política econômica do quase-moribundo governo de Michel Temer retornasse em alguns pontos aos fundamentos da era petista: reserva de mercado, controle e tabelamento de preços de combustíveis e fretes, subsídios bilionários para setores específicos.

O país em dez dias retrocedeu alguns anos em termos de perspectivas de recuperação da economia. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook: