por paulo eneas
Existe uma única conclusão que pode ser tirada do programa Roda Viva exibido nessa segunda-feira, que deveria supostamente entrevistar o candidato a presidente Jair Bolsonaro: o programa foi a expressão e a comprovação inequívoca da falência e do desaparecimento por completo do jornalismo como atividade intelectualmente honesta no País.

Jornalistas do principais grandes veículos da grande imprensa nacional tiveram a oportunidade de entrevistar aquele que muito provavelmente será o futuro Presidente da República. Mas em vez de uma entrevista questionando o presidenciável sobre como ele pretende resolver os principais problemas brasileiros, o que assistimos foi uma tentativa fracassada de promover um ataque político ao candidato.

E a tentativa foi fracassada por que a bancada, composta de militantes de esquerda travestidos de jornalistas, mostrou-se despreparada e incompetente para empreender uma guerra política midiática que eles mesmos se propuseram a fazer. O saldo do programa foi claro ao nosso ver: Jair Bolsonaro saiu-se muito bem não na entrevista, pois esta não houve, mas sim no embate político a que foi submetido.

No vídeo abaixo, a editora do JHN Channel, Joice Hasselmann, e o editor do Crítica Nacional, Paulo Eneas, fazem uma análise ampla do programa, bem como discorrem sobre os critérios que podem ser adotados para a escolha do candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


Comente com seu perfil do facebook: