Jair Bolsonaro & O Voto Entre As Mulheres: Um Erro Metodológico

O Antagonista registrou em nota essa manhã, que pode ser vista nesse link aqui, que um grupo de mulheres tietou e tirou fotos com Jair Bolsonaro em um avião durante um desembarque no Rio de Janeiro. Faltou ao blog informar a seus leitores que manifestações espontâneas como essa ocorrem em todos os lugares por onde Jair Bolsonaro passa. No entanto, o blog conclui a nota com uma afirmação questionável do ponto de vista metodológico.

A nota conclui dizendo que embora o presidenciável tenha porcentagem maior de votos masculinos (…), e prossegue fazendo referência a uma pesquisa do Ibope, que é o mais desacreditado dentre os desacreditados grandes institutos pesquisa. O erro metodológico ao nosso ver consiste em, a partir da afirmação acima, concluir que Jair Bolsonaro tem mais votos entre homens do que entre mulheres.

Essa conclusão está errada pelo seguinte motivo: como o índice de abstenção ou de brancos e nulos é muito maior entre as mulheres, qualquer candidato que esteja na frente das intenções de voto terá, proporcionalmente, mais votos masculinos do que femininos, pois os homens formam a maioria dos eleitores que pretendem votar. 

Portanto, não se pode inferir o grau de aceitação ou rejeição de um candidato por parte de homens ou de mulheres somente a partir da amostragem do total das intenções de voto. Essa inferência somente seria válida se a intenção de abstenção ou de votar em branco ou nulo fosse a mesma entre homens e mulheres, o que não é o caso. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook: