Parte do Eleitorado Petista Não Engoliu O Poste Nacional do Presidiário

Detecta-se uma possível queda acentuada na projeção de votos no poste nacional escolhido para ser o porta-voz do presidiário e criminoso petista. Essa queda confirmará um fato já percebido no decorrer da campanha eleitoral: Fernando Haddad não possui carisma e muito menos personalidade própria como candidato, tendo ao longo da campanha limitado-se a ser um porta-voz e representante do criminoso e presidiário petista.

Em consequência, uma parcela expressiva do próprio eleitorado petista rejeitou esse arranjo artificial construído pelo partido. Um arranjo que manteve no nível do discurso e da comunicação política-eleitoral um candidato presidencial condenado e preso por corrupção, porém representado por um ex-prefeito inexpressivo e derrotado na sua tentativa de reeleição, e que limitou-se a exercer o papel de porta-voz.

Parte do eleitorado petista não engoliu esse poste, aumentando a abstenção nesse segmento. Em consequência, algumas projeções sinalizam que Haddad poderá ficar com uma votação abaixo de 20% dos votos válidos. Caso se confirme esse desempenho pífio, o petismo terá sido mais uma vez rechaçado nas urnas, e dessa vez com a ajuda de seu próprio chefe criminoso presidiário representado pelo seu poste nacional. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook: