por paulo eneas
O Jornal Nacional divulgou nessa terça-feira à noite nova pesquisa Ibope em que Jair Bolsonaro aparece com 57% das intenções de votos válidos, contra 43% para o poste nacional petista. Do ponto de vista estritamente técnico, o resultado está dentro das margens de erro da pesquisa anterior, que dava 59% para o capitão e 41% para o poste petista.

Nunca endossamos os resultados das pesquisas de Ibope e Datafolha. E não endossamos não porque seus resultados nos desagradam, mas por conta do histórico de erros gritantes desses institutos. Nesse sentido, entendemos que esses resultados não servem, em si mesmos, para fazer análise política destinada a decidir curso de ações.

O que estamos fazendo desde o início da campanha do segundo turno é apenas constatar e verificar que tanto os números do Ibope quanto os do Datafolha, ao menos até essa terça-feira, não estão forçando a criação de um cenário artificial que justifique qualquer resultado na eleição do segundo turno que não seja a vitória de Jair Bolsonaro.

O resultados da pesquisa do Ibope divulgados nessa terça-feira podem, ao menos em princípio, ser vistos como dentro da margem de erro esperada em relação à pesquisa anterior, conforme mencionamos acima. No entanto, ainda assim merecem desconfiança, pois não é coincidência ter havido uma oscilação negativa de dois pontos para Jair Bolsonaro e uma oscilação positiva também de dois pontos para o poste petista.

Essa oscilação não está consistente com os vários fatos positivos associados à campanha de Jair Bolsonaro, como o número crescente de adesões e apoios políticos e o sucesso das manifestações do último domingo. Também não está consistente com a patente sucessão de erros e incapacidade de articulação política do poste nacional petista. 

Por conta disso, acreditamos que o resultado da pesquisa do Ibope dessa terça-feira sinaliza uma tendência para a tentativa de criação de um cenário artificial de empate técnico. Se essa tendência irá ou não se confirmar, ou se os números apresentados nessa terça expressam realmente uma oscilação esperada dentro da margem de erro, veremos na próxima pesquisa, que possivelmente será divulgada na quinta-feria. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário