por paulo eneas
O vice-presidente eleito, General Hamilton Mourão, disse nessa sexta-feira em evento no Rio Grande do Sul que pretende ser a o escudo e a espada de Jair Bolsonaro, reafirmando declaração que ele já havia feito durante a campanha. Além de fazer a defesa da democracia liberal, Mourão lembrou que ministro não controla ministro, pois ambos estão no mesmo nível de hierarquia.

A afirmação sinaliza o papel que o vice-presidente muito possivelmente irá exercer no governo de Jair Bolsonaro, que é a de uma coordenação efetiva dos projetos mais importantes do governo. O general defendeu também a necessidade de mudança na qualidade da relação entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo, o que incluiria reatribuir ao parlamento a função e a responsabilidade de elaborar de maneira integral o Orçamento da União.

Atualmente, por força de dispositivo constitucional, o orçamento federal é em grande parte engessado por conta da vinculação automática das receitas para gastos em determinadas áreas, restando apenas uma fração irrisória alocável para investimentos e outros projetos. A desvinculação completa das receitas da União demandaria uma alteração no texto constitucional e daria ao Congresso Nacional a responsabilidade completa de decidir a destinação de todos os recursos federais.

Em todas as manifestações que tem feito antes e após as eleições, o General Hamilton Mourão tem dado demonstrações inequívocas de seu profundo conhecimento dos reais problemas nacionais, da necessidade de uma administração pública eficiente e, justamente por causa disso, dos desafios que o futuro governo irá enfrentar.

Por esta razão, reafirmamos o entendimento que manifestamos ainda durante a campanha, conforme expresso no artigo A Segunda Decisão Mais Acertada De Jair Bolsonaro: a escolha do General Mourão para vice-presidente foi a segunda decisão mais acertada de Jair Bolsonaro, sendo que sua primeira decisão mais acertada foi, obviamente, a de sair candidato para disputar, e vencer, a Presidência da República.

Com informações da Revista Isto É. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook: