por paulo eneas
Esta semana circulou uma informação ainda não confirmada de que uma ativista de nome Desire Queiroz estaria cotada para assumir a Secretaria Nacional da Juventude, órgão do Ministério dos Direitos Humanos, chefiado por Damares Alves. O nome da ativista teria sido indicado por um candidato derrotado de Mato Grosso do Sul, sobre o qual pesam acusações de desvio de recursos públicos em uma estatal daquele Estado.

A ativista Desire Queiroz, por sua vez, é conhecida por sua simpatia por figuras públicas da esquerda como Marielle Franco, a deputada eleita do PSOL Sâmia Bomfim, além de lideranças da UNE. Em suas postagens nas redes sociais, a ativista exibe um discurso recheado de clichês esquerdistas como transformação social e laivos de vitimismo racialista, além do endosso à proposta comunista de candidaturas coletivas.

Desire Queiroz concorreu para deputada federal nas eleições desse ano, e durante a campanha apoiou o candidato do PDT ao governo estadual. Não foi possível confirmar até o momento se esta ativista será ou não indicada para a Secretaria Nacional de Juventude do Ministério dos Direitos Humanos.

Ao nosso ver, o que realmente importa nesse questão é compreender que a existência de órgãos estatais destinados a segmentos específicos da população como juventude, mulheres, negros, índios ou homossexuais, é um reflexo da agenda diversionista da esquerda encrostada nas instituições do Estado. Não há necessidade da existência desses órgãos, que são esqueletos e herança das décadas de aparelhamento do estado pela esquerda por meio de ideologia diversionista.

Em nosso entender, cabe ao Governo Bolsonaro determinar a seus ministros a extinção desses órgãos, para dessa forma promover a efetiva desesquerdização das instituições de estado prometida durante a campanha. A desesquerdização não será feita indicando novos nomes para esses órgãos, e menos ainda nomes de pessoas com mentalidade esquerdista. Cabe ao novo governo colocar em prática a promessa de reforma e enxugamento do Estado por meio da extinção desses órgãos. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE