Presidente Bolsonaro Não Autorizou Visita de Parlamentares à China

O presidente Jair Bolsonaro não autorizou nem endossou a visita que está sendo realizada à China por um grupo de parlamentares de seu partido. Pelo contrário, o presidente ficou surpreso quando tomou conhecimento do fato. Da mesma forma, esse grupo não recebeu mandato da direção do PSL para realizar essa visita em nome do partido. A decisão de realizar viagem à ditadura comunista chinesa foi uma decisão individual de cada parlamentar.

No entanto, nos meios diplomáticos e na imprensa internacional, o episódio está sendo interpretado como sendo a visita de uma Comitiva de Parlamentares do PSL, partido do Presidente da República do Brasil, para negociar o sistema de monitoramento facial usado pela ditadura comunista chinesa. Essa interpretação, de todo esperada, é extremamente prejudicial ao País e ao novo governo. Principalmente no momento em que o Governo Bolsonaro vem fazendo um esforço para reorientar a política externa brasileira pró-comunista e pró-globalista que prevaleceu desde os anos das eras tucano-petistas.

Além de terem prestado um desserviço ao Governo Bolsonaro, o deslumbramento com o poder por parte desses parlamentares neófitos da política pode ter levado-os a infringir a legislação partidária, que proíbe o recebimento de recursos ou qualquer benefício por parte de governos e entidades estrangeiras.  #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário