O Pseudo-Caso Flávio Bolsonaro & A Eleição no Senado

Os novos desdobramentos do pseudo-caso Flávio Bolsonaro, incluindo as declarações ambíguas e pouco convincentes do Procurador Geral do MPRJ, José Eduardo Gussem, confirmam o que o Crítica Nacional vem afirmando desde quando começamos a tratar dessa matéria: o Ministério Público do Rio de Janeiro e o COAF empreenderam uma ação criminosa e politicamente motivada contra Flávio Bolsonaro, e os responsáveis por essa ação de cada um desses órgãos precisam responder por esses crimes na forma da lei.

As motivações políticas para esse crime seguramente estão associadas à eleição para Presidência do Senado. E evidência disso é que após a reviravolta, Renan Calheiros já acena com a possibilidade de desistir da disputa. Ainda que seja apenas um aceno, ele reflete a percepção de Renan de que Flávio Bolsonaro sairá politicamente fortalecido desse pseudo-caso, ao contrário da leitura derrotista e precipitada que parte da própria direita vem fazendo.

Cumpre lembrar também que uma eventual derrocada política de Flávio Bolsonaro que viesse a ameaçar o seu mandato beneficiaria imediatamente seu suplente, Paulo Marinho, que aproximou-se da campanha do então candidato Jair Bolsonaro no ano passado por meio do ex-presidente interino do PSL, Gustavo Bebbiano, que hoje ocupa uma pasta esvaziada no primeiro escalão do governo. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário