por paulo eneas
O blog O Antagonista publicou nessa quinta-feira pela manhã uma nota que é a expressão e o resumo da esgotosfera a que se reduziu a grande imprensa. A nota pode ser vista nesse link aqui. Nela o blog copia, como é de hábito, uma matéria de outro veículo da grande imprensa contendo supostas afirmações atribuídas ao chefe da Secretaria de Comunicação do Governo, a SECOM. Após o exercício habitual de copy and paste, o blog o afirma:

O governo pode comprar a esgotosfera e abarrotar o Twitter de propaganda, mas a realidade sempre acaba se impondo.

Em primeiro lugar cabe ao blog explicar para seus leitores o que ele entende por esgotosfera. O termo surgiu ainda na era petista para referir-se aos blogs sujos e demais publicações de esquerda que recebiam dinheiro público via publicidade para apoiar o governo petista. O editor de um desses blogs sujos, o Brasil 247, foi denunciado em uma delação da Lava Jato por recebimento de propina.

Desafiamos publicamente o Antagonista a mostrar se algum veículo da ainda pequena, porém crescente em influência, imprensa conservadora e de direita recebe algum recurso público para apoiar e defender o governo. Desafiamos ainda o blog a mostrar se algum desses veículos, incluindo o Crítica Nacional, está envolvido com o recebimento de recursos de origem duvidosa.

A nova esgotosfera é formada pela grande imprensa
O Antagonista carece de autoridade moral para referir-se à imprensa conservadora nos termos da nota publicada, tentando rotular seus veículos de esgotosfera. Se existe uma esgotosfera hoje na imprensa nacional ela não é mais formada pelos blogs petistas, a maioria deles indo à falência, mas sim formada por toda grande imprensa nacional, incluindo o Antagonista. Uma imprensa que mente, distorce, publica inverdades e atribui a integrantes do governo afirmações que nunca fizeram.

No caso de o Antagonista, além de colocarem-se no papel de raspa de tacho da esgotosfera a que se reduziu a grande imprensa, uma vez que o grosso do conteúdo do blog não passa de copy and paste de outros veículos, o blog costuma passar vergonha quando tenta alguma produção própria, como ficou evidenciado ontem na tentativa patética de “corrigir” o assessor para assuntos internacionais do Presidente da República, conforme mostramos nessa nota aqui.

Ao insinuar que o governo pode “comprar” a imprensa conservadora e de direita, o Antagonista não apenas faz uma afirmação leviana e mentirosa em relação ao governo e a esses veículos, como demonstra estar alheio às mudanças que estão ocorrendo nos meios de comunicação e na postura do público consumidor de notícias. Mudanças essas que resultarão num ambiente em que não haverá mais lugar para imprensa desonesta como o Antagonista. E isso não vai ocorrer por decisão do governo, mas sim porque a realidade acaba sempre se impondo.

No que diz respeito à SECOM, temos a convicção de que a conduta do governo no trato com a imprensa será pautada pelos princípios da legalidade, transparência e isonomia, como já verbalizou mais de uma vez o próprio Presidente da República. E obviamente não poderia ser diferente.

E quanto ao Twitter, os editores do blog precisam entender que os mais de vinte milhões de seguidores do Presidente Bolsonaro nas redes sociais não resultam de uma “propaganda”, mas sim da falta de credibilidade de veículos como o próprio blog, que perdem o público que prefere informar-se diretamente nas redes sociais, sem o filtro mentiroso e distorcedor da grande imprensa.

Por fim, cumpre observar que se o Antagonista esperava ter algum tratamento diferenciado e especial e, frustrado nessa demanda, decidiu abrir guerra de desinformação contra o governo e contra outros veículos cuja régua moral não é a mesma que a deles, é mais um sinal de que o blog não está compreendendo as mudanças que estão em andamento no País.

E se um veículo de imprensa não compreende a realidade do país em que vive, ele não tem capacidade nem autoridade alguma para pretender ser um veículo de informação que mereça ser levado a sério. Pelo contrário, merece o desprezo do público leitor. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook:
COMPARTILHAR