Venezuela: Professor de Universidade Federal Afirma Que Maduro Deturpou o Chavismo

Numa demonstração eloquente de como a esquerda procura limpar-se com sua própria sujeira, um professor da UFRJ afirmou hoje na Globo News que o ditador Nicolas Maduro não representa o chavismo. Segundo o tal professor, o chavismo era democrático e benéfico para o povo venezuelano, mas Nicolás Maduro teria se desviado do caminho iniciado por Hugo Chaves ao aliar-se aos militares para impor um regime de força.

Tamanho cinismo político e mentira histórica somente são comparáveis à afirmação feita por Lula anos atrás segundo a qual na Venezuela existe democracia até demais. Assistimos agora o resultado do suposto excesso de democracia mencionado pelo hoje presidiário líder petista: o fechamento das fronteiras do país para aprisionar um povo faminto e doente.

Nicolas Maduro é a continuação plena do chavismo, e este por sua vez nada mais é que a versão latino-americana do movimento comunista internacional que nas últimas décadas aliou-se ao crime organizado e ao narco-tráfico para, sob a batuta do agora quase moribundo Foro de São Paulo, implantar o narco-comunismo no continente.

E esse projeto narco-comunista na Venezuela foi levado a cabo com o endosso e apoio das esquerdas brasileiras, desde professores universitários como o acima citado, até os líderes de maior expressão da esquerda nacional: o tucano Fernando Henrique Cardoso e o petista Luiz Inácio Lula da Silva. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

Fernando Henrique Cardoso & os Comunistas da América Latina

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário