Pressão das Redes Sociais Funcionou: Sérgio Moro Recua de Nomeação de Ilona Szabó

A pressão nas redes sociais exercida pelos conservadores e pelos defensores do pauta integral do Governo Bolsonaro surtiu efeito: o ministro Sérgio Moro recuou de sua decisão anterior, e decidiu cancelar a nomeação da militante esquerdista desarmamentista e pró-aborto e pró-drogas, Ilona Szabó, para um órgão do Ministério da Justiça.

Além da pressão da redes sociais, o ministro foi convencido a mudar de decisão depois de uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro, segundo informou a jornalista Vera Magalhães. O comunicado oficial do ministério informando do cancelamento da nomeação pode der visto nesse link aqui.

A decisão de Sérgio Moro prova que o Crítica Nacional estava correto ao afirmar que a indicação de Ilona Szabó para a função foi decisão exclusiva do ministro, baseada em sua vontade, e não decorrente de alguma imposição legal, conforme dizia uma mentira que foi espalhada ontem nas redes. E a evidência disso é que o ministro voltou atrás em sua decisão.

É preciso cancelar outras nomeações de esquerdistas
Além de Ilona Szabó, Sérgio Moro nomeou também outros ativistas e militantes de esquerda e desarmamentistas para integrar o conselho. Todos esses outros nomeados são inimigos declarados do Programa de Governo de Jair Bolsonaro. As redes sociais devem exigir de Sérgio Moro que cancele também estas demais nomeações.

O Crítica Nacional defende que Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária seja formado por pessoas qualificadas na área, de reputação ilibada e que estejam comprometidas e alinhadas com o programa de governo aprovado nas urnas, e não empenhadas em combatê-lo.

Nesse sentido, defendemos a indicação do Sr. Benedito Gomes Barbosa para fazer parte desse conselho, por conta de sua qualificação inquestionável em assuntos de segurança e seu compromisso firme com o programa de governo de Jair Bolsonaro. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

Comente com seu perfil do facebook:
COMPARTILHAR