por paulo eneas
As exonerações e transferências de assessores do MEC de perfil conservador realizadas essa semana tiveram por objetivo abrir espaço no ministério para a acomodação de liberais. As exonerações foram decididas por Wagner Roquetti, que exerce a função de diretor de programas da Secretaria Executiva do ministério, mas que tornou-se na prática o ministro de fato.

Segundo apuramos, pessoas comprometidas com uma agenda liberal para a área de educação já haviam sido contatadas na semana passada com a promessa de cargos de assessoria e de consultoria no ministério. As exonerações ocorreram no mesmo momento em que um grupo apresentou um conjunto de propostas liberais para a educação, que foram encaminhadas ao Presidente Bolsonaro e à bancada liberal na Câmara dos Deputados.

As propostas liberais para a educação caracterizam-se por ignorar por completo a agenda cultural e ideológica que a esquerda impôs ao setor, e que resultou na falência do sistema educacional brasileiro. Essa agenda, que inclui desde ideologia de gênero até o apagamento de nossa memória nacional e desprezo pelo aprendizado correto do idioma nacional, tem que ser combatida com o antídoto do ensino clássico conservador, incompatível portanto com uma política educacional meramente liberal.

Jair Bolsonaro foi eleito com uma pauta conservadora, que espelha a vontade da maioria dos brasileiros. Essa pauta tem que desdobrar-se em políticas públicas consistentes com ela, em todos os setores do governo. E no caso da educação, o desvio dessa pauta para uma política educacional de viés unicamente liberal significará o rompimento com o compromisso assumido com os eleitores.

A posição do Crítica Nacional é inequívoca nesse sentido: o presidente Jair Bolsonaro deverá ordenar ao seu ministro Ricardo Veléz que exonere o senhor Wagner Roquetti, e que reorganize o MEC para assegurar que as políticas a serem implementadas pelo ministério estejam em linha com a diretriz central conservadora, pró-vida, e antiglobalista do Governo Bolsonaro. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

Exclusivo: Os Bastidores das Mudanças no MEC

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário