Grande Imprensa Brasileira: Porta-Voz dos Terroristas do Hamas

O grupo terrorista muçulmano Hamas emitiu ontem, 01/04, comunicado condenando a abertura de escritório de representação comercial do Brasil em Jerusalém, capital de Israel. Alguns veículos da grande imprensa, como o Estadão e Revista Exame, divulgaram o fato sem qualquer consideração crítica, reportando a manifestação de um grupo terrorista como se fosse a opinião um governante estrangeiro legítimo.

A mesma grande imprensa que chama o ditador venezuelano Nicolas Maduro de “presidente”, que reporta atentados terroristas muçulmanos como se fossem “incidentes” e que chama criminosos de “suspeitos”, decidiu agora tornar-se porta-voz não oficial de um dos mais violentos e sangrentos grupos terroristas muçulmanos de que se tem notícia.

Um grupo cujo estatuto diz claramente que seu principal objetivo não é solucionar a suposta causa palestina, ainda que tal causa existisse, mas sim destruir o Estado de Israel, empregando inclusive mulheres e crianças árabes como escudos humanos para suas ações de terrorismo.

A despeito disso, para a grande imprensa brasileira, a opinião desse grupo terrorista sobre um assunto brasileiro merece o mesmo status jornalístico da opinião de um governante legítimo. A grande imprensa brasileira é imoral. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE