por paulo eneas
Uma série de ataques terroristas a bomba contra Igrejas e hotéis nas proximidades da capital de Sri-Lanka, país situado ao sul da Índia, deixou mais de duzentos mortos nesse domingo, além de centenas de feridos. Seis desses atentados terroristas ocorreram simultaneamente, atingindo Igrejas e hotéis. Horas depois, ocorreram mais duas explosões. O governo impôs toque de recolher e bloqueio das redes sociais em todo o país.

O Ministro da Defesa afirmou que os ataques foram de natureza terrorista e praticados pelo que ele chamou de extremistas religiosos, sem especificar mais detalhes. A natureza dos ataques e sua coordenação guardam semelhanças com atentados terroristas praticados quase diariamente por muçulmanos. Ainda segundo o ministro, sete suspeitos foram presos.

As explosões tiveram início pela manhã desse Domingo de Páscoa. A mais violenta delas foi na Igreja de São Sebastião na cidade de Negombo, situada a pouco mais de trinta quilômetros da capital, Colombo: o teto da Igreja foi arrancado, bem como portas e janelas. Outras duas igrejas foram alvos de ataques na capital, além de três hotéis comumente frequentados por turistas estrangeiros.

A investigações iniciais indicam que os ataques a pelo menos duas das igrejas foram coordenados de modo simultâneo e praticados por homens-bomba. Nenhum grupo terrorista até o momento assumiu a autoria dos atentados. O Presidente Jair Bolsonaro publicou mensagem de condolências em seu perfil no Twitter, o mesmo tendo feito Donald Trump e alguns outros chefes de governo.

As Igrejas de todo o país ficaram em estado de alerta, e em muitas delas as Missas e cerimônias de Páscoa foram canceladas. Esses ataques terroristas, cujas características são análogas àquelas dos atos de terror praticados por muçulmanos, somam-se à onda de perseguições a cristãos que vem ocorrendo no mundo inteiro. Perseguições essas diante das quais a totalidade da grande mídia ocidental mantém o mais completo silêncio. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário