Apex Assinará Convênio Para Festival de Cinema de Cannes: Custo de 7.5 Milhões

 

A Apex está em vias de renovar o contrato de convênio com o Sindicato da Indústria de Audiovisual do Estado de São Paulo. O convênio implica no gasto de recursos públicos para subvencionar a participação de produtores de cinema brasileiros no Festival Internacional de Cinema de Cannes, bem como em festivais de outras cidades, incluindo Berlin e Toronto. O montante previsto a ser desembolsado pela Apex, ou seja, pelo pagador de impostos brasileiro, é da ordem de R$ 7.5 milhões, como pode ser visto nesse documento em anexo com a descrição do convênio.

A diretora da Apex, Letícia Catelani, havia se negado a renovar o convênio, seguindo determinação do Presidente Jair Bolsonaro de dar uma reorientação de prioridades à agência, conforme noticiamos ao longo da semana. Por conta dessa recusa, ela vinha sendo pressionada por pessoas ligadas ao ministro Santos Cruz que, conforme apuramos, havia se comprometido com o sindicato em garantir a continuidade do convênio. Essa semana, também conforme noticiamos, a diretora foi comunicada de seu afastamento da agência.

Nessa quinta-feira (09/05) o deputado federal Alexandre Frota comunicou em seu twitter ter se reunido com o novo presidente da Apex, Sergio Segovia, para supostamente tratar do assunto. Em outras mensagens anteriores no twitter, o deputado lamenta a possibilidade de o Brasil ficar fora do Festival de Cannes e atribui essa responsabilidade ao que ele chama de “gestão caótica da agência”, e dirige suas críticas diretamente ao chanceler Ernesto Araújo, ao então presidente Mario Vilalba e à diretora Leticia Catelani.

Segundo apuramos, Alexandre Frota foi um dos responsáveis pela pressão para a renovação do convênio. Em seu twitter tratando do assunto, o deputado copia a postagem para a conta da O2 Filmes, produtora do filme Marighella, estrelado por Wagner Moura, que é uma versão glamourizada da biografia do criminoso e assassino comunista. O deputado Alexandre Frota colocava-se desde o início do ano contrário à PEC da Nova Previdência, a mais importante iniciativa do Governo Bolsonaro até o momento. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

Exclusivo: Ministro Santos Cruz Suspeito de Improbidade Administrativa

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário