Mensagem da Presidência da Apex e E-mails Indicam Ingerência de Santos Cruz em Órgão Fora de Sua Competência

 

por paulo eneas
A ingerência indevida do ministro Santos Cruz em assuntos internos da Apex visando favorecer sindicato de produtores audiovisuais vem ocorrendo desde o período em que a agência era presidida pelo embaixador Mario Vilalva, conforme evidenciam documentos a que o Crítica Nacional teve acesso.

Entre esses documentos, mostrados abaixo, estão mensagens de WhatsApp enviadas pelo então assessor da presidência da agência, General Roberto Escoto, à diretora Letícia Catelani e a uma pessoa que trabalha na agência instando-a a cobrar da diretora que ela atenda uma “exigência” de Santos Cruz, que havia “determinado” a Apex que fizesse a renovação de contrato com um sindicato de produtores audiovisuais para participação no Festival de Cannes.

Nessa mensagem, o general copia a essa pessoa a mesma mensagem enviada anteriormente à diretora Letícia Catelani conforme publicamos parcialmente ontem, e em seguida insta a pessoa a cobrar da diretora resposta à mensagem anteriormente enviada, e informa que a diretora teria prazo de até às 12hs daquela data para resolver a questão, ou seja, para fazer a renovação do contrato.

No print abaixo à esquerda, mensagem do General Escoto para a diretora Letícia Catelani apresentando sua exigência em nome do Ministro Santos Cruz, seguida de duas tentativas de chamada por voz. O segundo print mostra que o General Escoto, após não conseguir manter contato direto com a diretora Letícia Catelani, encaminha a mesma mensagem para um pessoa que trabalha na agência, instando-a a enviar a mensagem para a diretora com a demanda para a renovação do contrato.



O segundo documento a que o Crítica Nacional teve acesso é um conjunto e-mails enviados na mesma data pela presidência da Apex à diretora Letícia Catelani, fazendo a mesma exigência, sempre em nome do Ministro Santos Cruz. No primeiro e-mail, datado de 28/03 às 9h45m e classificado como urgente, a presidência da Apex exige que a diretora Letícia Catelani “confirme a vigência do convênio firmado entre Apex e Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo”.

O e-mail estabelece um horário limite para a confirmação da vigência, ou seja, para a renovação do contrato, e informa que a Secretaria de Governo, chefiada por Santos Cruz, determinou que “todos os esforços sejam empenhados para manter o Projeto Cinema Brasil em sua totalidade, para evitar prejuízos à participação brasileira em eventos de alcance global, como o Festival de Cannes”.



O segundo e-mail, da mesma data e enviado às 12h51m trata do mesmo assunto e cobra a diretora Letícia Catelani a respeito das exigências feitas no e-mail anterior. O Crítica Nacional está em posse do corpo e cabeçalho de ambos os e-mails na sua totalidade, incluindo nomes das demais pessoas a quem as mensagens foram encaminhadas.


#CriticaNacional #TrueNews #RealNews

Comente com seu perfil do facebook:
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE