Quem Precisa de Limites É o Estado e Não o Cidadão

Em entrevista na TV Cultura na semana passada, o deputado federal Luíz Phillipe de Orleans e Bragança afirmou que quem precisa de limites para a atuação são os agentes do Estado e não o cidadão comum. Ao defender o professor Olavo de Carvalho, Luíz Phillipe não apenas reconheceu sua importância e o quanto que o professor ainda tem a contribuir, como lembrou o fato óbvio: Olavo de Carvalho não é agente público, e ele fala na condição e cidadão comum, não cabendo ao Estado cercear a ele nem a ninguém. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário