Conforme Antecipamos: A Direita Cresceu nas Eleições para o Parlamento Europeu


As eleições para o Parlamento Europeu encerraram-se nesse domingo com a mais elevada participação dos eleitores nos últimos vinte anos. As eleições marcaram também o crescimento das forças políticas conservadoras e de direita contrárias às políticas de imigração em massa empreendidas pela União Europeia. Partidos políticos tradicionalmente ligados ao establishment globalista europeu perderam força no parlamento continental.

Apesar de o Parlamento Europeu ter funções e atribuições muito limitadas e restritas, diferentemente dos parlamentos nacionais que detêm o poder político de fato em cada estado membro da União Europeia, o resultado das eleições pode indicar o início ainda que tímido de mudanças nas diretrizes de políticas imigratórias no continente ao longo dos próximos cinco anos.

O líder conservador e de direita italiano Matteo Salvini comemorou a vitória de seu partido entre os eleitores da Itália, obtendo 34.3% dos votos. Matteo Salvini afirmou que a Europa “está cansada de ser escrava das elites, das corporações e dos poderosos” e viu no resultado das eleições as perspectivas de nascimento de uma “Nova Europa”.

Por sua vez, o líder da direita conservadora da Hungria e chef de governo daquele país, Viktor Orban, também saiu vitorioso nas eleições europeias. Seu partido, o Fidesz, obteve 52.16% dos votos dos eleitores húngaros. Viktor Orban comemorou, afirmando que o resultado foi uma “vitória esmagadora” em seu país da direita conservadora contrária às políticas globalistas da União Europeia. Segundo o premier húngaro, a expectativa agora é de que “ocorra uma mudança na arena pública europeia em favor dos partidos que gostariam de impedir a migração”. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


Eleições Para O Parlamento Europeu: A Direita Cresce

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário