Boicote à Agenda Conservadora: CCJ do Senado Rejeita Decreto das Armas

Boicoiteaagendaconservadora


por paulo eneas
A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal rejeitou nesta quarta-feira (12/06) o decreto do governo federal que flexibiliza o porte de armas no Brasil, tornando-o sem efeito. O Crítica Nacional já havia informado em nota mais cedo que essa seria a tendência da comissão.

O parecer do senador Marcos do Val (Cidadania-ES) foi rejeitado pelos senadores, com quinze votos contra e nove a favor. O texto segue para o plenário da casa e terá análise da matéria também pela Câmara dos Deputados. O decreto prossegue com validade até a manifestação final da Câmara.

A decisão da comissão está na contramão de um dos compromissos assumidos pelo Presidente Bolsonaro durante a campanha, que é o de assegurar o direito a posse legal de armas por parte das pessoas de bem que assim o desejarem, desde que atendidos determinados requisitos.

O que temos observado ao longo desses cinco meses e meio de governo é que o Congresso Nacional vem agindo na contramão das expectativas da maioria dos brasileiros. As pautas econômicas têm avançado, mas somente com muita pressão da opinião pública e um esforço imenso da liderança do governo no Congresso.

Por outro lado, as pautas que não são necessariamente econômicas, como o Pacote de Lei Anticrime, o direito ao acesso legal a armas, a proteção de nossas fronteiras com a revogação da atual lei imigratória e o fim efetivo da imposição da ideologia de gênero no sistema educacional prosseguem sem avançar. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário