Rodrigo Maia Tenta Faturar Politicamente Com Demissão de Joaquim Levy


Durante o evento Forum Compliance e Democracia organizado pela Band News, o Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, fez duras críticas às demissões de Joaquim Levy e Marcos Pinto, atribuindo a responsabilidade dessas demissões ao Ministro da Economia, Paulo Guedes. Mais afirmou que as demissões foram uma “uma covardia sem precedentes” e complementou afirmando que “quem tem que segurar firme é quem nomeou”.

A fala de Rodrigo Maia não passa de uma tentativa do deputado de tentar faturar politicamente em cima do fato. Sua aparente preocupação com a suposta covardia contra Paulo Guedes não passa de retórica e fingimento político, logo após ter conduzido embates públicos com o ministro em torno da Nova Previdência.

A saída de Joaquim Levy do BNDES não representou nenhum ato de covardia, como quer fazer entender o deputado carioca, pois em momento algum o Presidente Bolsonaro deu a entender algum desprestígio do Ministro da Economia por conta desse fato. A saída de Levy deveu-se unicamente à decisão do Presidente Bolsonaro de manter-se coerente com seus compromissos de campanha, que incluem a despetização da máquina pública e a abertura da caixa preta do BNDES.

Colaboração de Clau de Luca, pela redação. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário