Senado Federal: Desarmamentistas Com Seguranças Armados

Senado Federal: Desarmamentistas Com Seguranças Armados


por paulo eneas
O Senado Federal aprovou ontem (18/09) por 47 votos a favor e 28 contra o Decreto Legislativo 233/2019 que susta os efeitos do Decreto das Armas do Presidente Bolsonaro, que regulamenta determinados pontos do Estatuto do Desarmamento, que é a legislação que atualmente regula a posse e porte de armas no Brasil. O posicionamento dos senadores foi contrário ao da maioria dos brasileiros, como indicam os levantamentos de dados de opinião pública nos meios digitais, conforme mostramos no artigo O Que A População Realmente Pensa Sobre Liberação do Uso de Armas,  publicado na semana passado pelo Crítica Nacional.

O presidente do Senado, David Alcolumbre, usou de um argumento falacioso para justificar a votação, afirmando que existem outros meios, que não o acesso legal a armas, para garantir a segurança pública. Ao fazer essa afirmação, o senador demonstra ignorância sobre a matéria, pois confunde política de segurança pública, que é um dever do Estado, com o direito a legítima defesa e proteção da vida e da propriedade, que é um direito natural inerente e inalienável de cada ser humano, e que não pode ser subtraído por ação desse mesmo Estado.

David Alcolumbre também usou da falácia de que a matéria pode ser apreciada por meio de projeto de lei e não decreto presidencial, como se houvesse incompatibilidade entre os dois procedimentos: o presidente do Senado sabe que decreto presidencial é um instrumento legítimo do Poder Executivo para regulamentar leis que versam sobre matérias cujo conteúdo podem ser apreciados de modo concomitante sob a forma de projeto de lei pelo Poder Legislativo.

Desarmamentistas protegidos por seguranças armados
Não deixa de ser revelador o fato de que os senadores que votaram contra o direito natural de pessoas de bem terem acesso legal a armas serem pessoas que têm à sua disposição seguranças privados armados para proteger sua vida e sua propriedade.

Essa contradição entre a maneira como esses parlamentares votam e o modo como vivem foi observada pelo público, que tomou a iniciativa de apresentar uma Ideia Legislativa no Senado suspendendo o uso de armas de fogo pelos seguranças da Câmara dos Deputados, do Senado Federal, e do Supremo Tribunal Federal.

O projeto de Ideia Legislativa foi apresentando ontem à noite (18/06) logo após a votação no Senado, e conta no momento com um pouco mais de trinta e seis mil apoios. O projeto pode ser acessado nesse link aqui. Abaixo, seguem os vídeos publicados também ontem pelo Crítica Nacional comentando a decisão do Senado sobre o Decreto das Armas. Mais embaixo está também a lista completa dos quarenta e sete senadores que votaram pela suspensão do Decreto das Armas do Presidente Bolsonaro. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

LEIA TAMBÉM:

O Que A População Realmente Pensa Sobre Liberação do Uso de Armas




Lista dos Senadores Contra o Decreto das Armas
Alessandro Vieira PPS SE
Alvaro Dias PODE PR
Antonio Anastasia PSDB MG
Cid Gomes PDT CE
Confúcio Moura MDB RO
Daniella Ribeiro PP PB
Eduardo Braga MDB AM
Eduardo Girão PROS CE
Elizete Gama PPS MA
Esperidião Amin PP SC
Fabiano Contarato REDE ES
Flávio Arns REDE PR
Humberto Costa PT PE
Jaques Wagner PT BA
Jarbas Vasconcelos MDB PE
Jayme Campos DEM MT
Jean Paul Prates PT RN
Jorge Kajuru PRP GO
José Maranhão MDB PB
José Serra PSDB SP
Kátia Abreu PDT TO
Leila do Vôlei PSB DF
Mara Gabrilli PSDB SP
Marcelo Castro MDB PI
Mecias de Jesus PRB RR
Omar Aziz PSD AM
Oriovisto Guimarães PODE PR
Otto Alencar PSD BA
Paulo Paim PT RS
Paulo Rocha PT PA
Plínio Valério PSDB AM
Randolfe Rodrigues REDE AP
Reguffe S/Partido DF
Renan Calheiros MDB AL
Renilde Bulhões PROS AL
Rodrigo Cunha PSDB AL
Rodrigo Pacheco DEM MG
Rogério Carvalho PT SE
Romário PODE RJ
Rose de Freitas PODE ES
Simone Tebet MDB MS
Styvenson Valentim PODE RN
Tasso Jereissati PSDB CE
Veneziano Vital do Rêgo PSB PB
Wellington Fagundes PR MT
Weverton PDT MA
Zenaide Maria PHS RN


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário