Lula Não Vai Ser Solto: STF Adia Julgamento de Habeas Corpus


Foi retirado da pauta da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta segunda-feira (24/06), o pedido de habeas corpus impetrado em outubro do ano passado pelos advogados de Lula. Nesse pedido, os advogados alegavam a suposta suspeição do Ministro Sérgio Moro, questionando sua atuação no processo na ação penal relacionada ao triplex do Guarujá.

O recurso iria a julgamento nesta terça-feira, e foi adiado para o segundo semestre deste ano, após o recesso forense. Os advogados do criminoso petista fizeram um aditamento ao pedido de habeas corpus, incluindo nele as reportagens baseadas nas supostas mensagens trocadas entre o então juiz Sérgio Moro e procuradores da Lava Jato.

Estas supostas mensagens privadas vieram a público de maneira ilegal, a partir de uma ação de espionagem aparentemente internacional contra o então juiz Sérgio Moro e os procuradores, e não podem de forma alguma serem utilizadas como provas para embasar uma decisão judicial.

Na hipótese, que consideramos altamente improvável, de a Segunda Turma vir a aceitar essas provas na sua decisão, estaria consagrado no sistema jurídico a brasileiro a validade de provas obtidas ilegalmente. O que representaria a completa derrocada do nosso sistema de justiça, corrompido que já está pelo ativismo judicial da própria suprema corte.

Colaboração Angelica Ca #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário