Ministra Damares Alves Desmente Retórica da Esquerda Sobre Trabalho Infantil


Durante a sua transmissão ao vivo da semana passada, o Presidente Jair Bolsonaro afirmou que durante a sua infância trabalhou em uma fazenda entre os nove e dez anos de idade quebrando milho na plantação em que seu pai trabalhava, em Eldorado Paulista, município do interior paulista.

O presidente afirmou que o fato de ter trabalhado naquela idade não o prejudicou em nada e que o “trabalho não atrapalha a vida de ninguém”, pelo contrário: “dignifica o homem, a mulher, não interessa a idade”. Antevendo já a reação da esquerda, o presidente afirmou:

Quando um moleque de nove ou dez anos vai trabalhar em algum lugar, tá cheio de gente aí dizendo: ‘trabalho escravo, não sei o quê, trabalho infantil…’. Agora, quando tá fumando um paralelepípedo de crack, ninguém fala nada. Então, o trabalho não atrapalha a vida de ninguém.

Como era de se esperar, a esquerda reagiu com uma retórica mentirosa, acusando o presidente de defender o trabalho infantil de forma indiscriminada, e a Ministra Damares Alves saiu em defesa do presidente. Em entrevista à Agência Brasil na última sexta-feira (05/07), a ministra foi enfática em afirmar que a geração dela e do presidente trabalhou desde cedo, assim como seus pais também o fizeram.

Segundo a ministra, isso não significa descriminalizar o trabalho infantil: “governo veio para proteger crianças e nós temos a certeza de que o trabalho infantil é uma violação de direitos e não pode ser permitido”. Ela acrescentou ainda que o governo irá agora fortalecer o programa Jovem Aprendiz.

Em seu twitter, o Presidente Bolsonaro afirmou que “não se deve confundir o incentivo ao trabalho e à disciplina com exploração, abuso e abandono de escola. São coisas completamente distintas e todos sabemos disso”, completou. Colaboração Angelica Ca #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE